Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Vector (2018)

Álbum de Haken

Acessos: 765


Não é um "Affinity", mas, nunca perdem a afinidade com a qualidade!

Por: João Paulo

29/10/2018

Após o incrível, e muito bem elogiado, "Affinity", os britânicos da Haken, lançam, em 26 de Outubro de 2018, seu quinto álbum de estúdio, "Vector". "Vector" foi produzido pela própria banda, e mixado por Adam "Nolly" Getgood, ex-baixista da banda Periphery.  

Vale lembrar que antes do lançamento do disco, eles liberaram 3 singles, "The Good Doctor" em 31 de Agosto, juntamente com um video clipe oficial, "Puzzle Box" em 28 de Setembro, e "A Cell Divides" em 19 de Outubro. Considerando que o álbum possui 7 faixas, lançaram praticamente metade do disco antecipadamente, aliás, falando nisso, "Vector" é o primeiro disco da banda que possui menos de uma hora de duração, mais precisamente, 45 minutos, achei muito pouco, mas, tudo bem. 

Sobre o conceito do disco, o guitarrista Charlie Griffiths, explica: “É sobre um médico com um interesse intrigante, talvez sinistro, em um paciente em particular. A partir daí, a história entra no ponto de vista do paciente - que parece ser catatônico, mas sua mente está acendendo com o que poderia ser memórias, ou delírios provocados pelo tratamento que ele está recebendo - deixamos isso para os ouvintes decidir [...] E esse é o desafio para os fãs - descobrir por si mesmos o seu próprio significado para Vector como um álbum." O tecladista Diego Tejeida ainda afirma que, o campo da psicologia estava envolvido, assim como influências da psicanálise, das teorias freudianas, dos experimentos de Milgram, do condicionamento pavloviano e dos experimentos de condicionamento operante.

Meus destaques aqui ficam para "Puzzle Box", a incrível e longa "Veil" com seus 12 minutos alucinantes, na minha opinião a melhor faixa do disco, e "Nil by Mouth" que é totalmente instrumental, mas que, com certeza, já se tornou uma das minhas faixas instrumentais favoritas, é uma dessas que não são fáceis de esquecer. Os caras são fantásticos quanto as técnicas, e se tem uma coisa que o Haken manda muito bem, são nos refrões marcantes, "Vector" está repleto deles. Só não dei 5 estrelas pra esse disco, por que, "A Cell Divides" não me impactou, e confesso que senti uma estranheza no fato do disco só ter 45 minutos,  ficou mais parecendo um EP. No mais, temos um Haken, sendo o excelente Haken de sempre. 

Mais uma ótima obra! 


"Vector"
Inside Out Music

1. Clear (instrumental)
2. The Good Doctor
3. Puzzle Box
4. Veil
5. Nil by Mouth (instrumental)
6. Host
7. A Cell Divides    

As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor


Compartilhar

Comentar via Facebook

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.
Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito e aberto para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.