Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Siogo (1983)

Álbum de Blackfoot

Acessos: 70


Southern em várias nuances

Por: Fábio Arthur

21/07/2021

Existem trabalhos que mantêm a dignidade e unicamente seguem uma linha musical realmente agradável, mesmo após muito tempo de seu lançamento. No caso aqui, esse disco do Blackfoot intitulado de "Siogo", segue com essa conotação.

O álbum apresenta Ken Hensley (Uriah Heep) nos teclados, e o LP foi lançado em 1983 pela Atco com produção típica daquela época por Al Nalli. Já de cara o ouvinte se depara com uma sonoridade bem arranjada em vocais e riffs, aliados a um ritmo embalado e gostoso com a faixa "Send me an Angel". E o álbum não deixa de soar bem frenético, outras canções bem acertadas seriam "Hearts Grow Down", "Teenage Idol" e "Run for Cover". 

O trabalho ambienta uma forma musical bem expressiva Southern Rock, mas com a carga embargada do Rock anos oitenta. De fato, ele traz melodias e um alicerce bem firme em todo o repertório. Para quem não ouviu ainda o grupo, esse disco soa bem confortável e consegue cativar pela forma evolutiva de cada canção. Uma obra sem se ater ao piegas e sim que remete ao bom gosto. Uma dica: o vocal de Rickey Medlocke, que também toca as guitarras, é bem melódico e direcionado entre cada faixa. 

O termo Siogo, vem de um contexto indígena e quer dizer "aproximação". 

Trabalho bem relevante e que não comete erros, a não ser de fazer o ouvinte querer ainda mais a sonoridade do grupo.

As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor


Compartilhar

Comentar via Facebook

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.
Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito e aberto para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.