Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Mulheres de Péricles (2013)

Álbum de Péricles Cavalcanti

MPB

Acessos: 66


As talentosas mulheres de Péricles

Por: Roberto Rillo Bíscaro

20/07/2021

Cantoras da nova lapidagem da MPB regravam Péricles Cavalcanti, compositor que já trabalhou com meio mundo: de Gil a José Celso Martinez Correia, de Regina Casé a Augusto de Campos.

De modo geral, gostei de Mulheres de Péricles, cujas faixas foram produzidas pelas cantoras, conforme quiseram. Nina Cavalcanti escolheu o repertório e deu para elas trabalharem em cima.

Minha favorita é o pop assobiável e intoxicante da marota Tulipa Ruiz. A helênica Porto Alegre integrará minha trilha sonora para viagens, caminhadas etc.

O Céu e o Som, de Nina Becker, funciona como vingança de Marisa Monte: há 20 anos tinha quem dissesse que ela fazia o que Gal fizera 2 décadas antes. Agora Becker faz agradavelmente o que Monte fez com Carlinhos Brown em Verde, Amarelo, Anil, Cor-De-Rosa e Carvão. Não é decalque, mas tem Marisa nessa cadeia de DNA. E isso não é defeito.

Bluebell canta em inglês e injeta fraseados de jazz, provando que tem fôlego...pra cantora pop.E isso não é defeito. Fofa, Bossa Nova é twee MPB.
Ode Primitiva, de Bárbara Eugênia é baião com tecnobrega?  Longe de novidade, e isso não importa, curti a sonoridade modernosa que algumas cantoras deram a ritmos “tradicionais” tipo o reggae de Clariô. Iara Rennó, com Nossa Bagdá, mescla clima “árabe” com um pouco de drill’n’bass.

Musical, de Ava Rocha, me pregou peça. Na primeira audição, não gostei da voz e achei meio chato, exceto pela guitarra jazzificada. Agora vivo cantarolando “tudo discorda em harmonia universal/tudo é assim, musical”.

As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor


Compartilhar

Comentar via Facebook

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.
Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito e aberto para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.