Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Thrust (1974)

Álbum de Herbie Hancock

Acessos: 78


Revolucionário!

Por: Fábio Arthur

11/07/2021

Um êxito prazeroso e infinito ouvir essa obra do mestre Herbie. O disco caminha entre o Soul, Jazz e o Funk verdadeiro, e de alta qualidade. Com uma linha de experimento, Herbie e sua banda passeiam com ênfase total pela linha de baixo, marcando o contraponto com o sopro, tornando a trilha toda como uma avalanche firme e ritmada.

Quatro faixas concluem a obra toda, e mesmo não atingindo nem mesmo 40 minutos de música, o álbum reflete em um significado de glamour e fonte inspiradora. Herbie dividiu a produção com ajuda de David Rubinson, e assim, o trabalho conseguiu de forma assertiva mostrar conteúdo primoroso. 

O disco chegou ao #2 da Billboard na sua época de lançamento - no caso, em 1974 -, e nas demais posições atingiu a #12, números bem expressivos. Com uma artwork fenomenal em confiabilidade com o som, o destaque aqui vai para abertura "Palm Grease" e seu swing certeiro. Aqui se tem a mudança no estilo Jazz, inclusive Davis praticava também essa vertente em época.

É só curtir!

As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor


Compartilhar

Comentar via Facebook

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.
Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito e aberto para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.