Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Flick Of The Switch (1983)

Álbum de AC/DC

Acessos: 103


Não acho esse álbum do AC/DC ruim!

Por: alexmachad

18/06/2021

Esse álbum de 1983 da banda australiana AC/DC marcou a saída pouco amigável do baterista Phil Rudd, que retornou à banda em 2020 depois de muito tempo para o álbum Power Up. Esse baterista, na minha opinião, é peça-chave na engrenagem sonora da banda.  Na minha opinião, depois da troca de baterista a banda lançou poucas coisas interessantes se comparado ao que foi feito nesse álbum, principalmente depois do teste do tempo. Isso mostra que o baterista Phil Rudd é importante para banda.

As letras irônicas e de duplo sentido estão como nos álbuns anteriores, que para alguns pode até ser interpretadas como ofensivas. Tirando esse papo de analisar letras, já que não sou crítico literário, esse álbum tem riffs de guitarras muito bons do guitarrista Angus Young, que é um dos mestres em criar riffs de guitarras devastadores e que fazem qualquer um hesitar em ficar parado.

Aqui é o terceiro álbum com o vocalista Brian Johnson, que mostra talento como no álbum de 1980 Back In Black.  Uma coisa desse álbum que tem que ser destacada é a qualidade da gravação, que para os padrões do ano de 1983 se mostra muito boa. Esse álbum foi produzido por Tony Platt.

O Angus Young usa guitarras Gibson SG para compor seus riffs marcantes. Além do bom instrumento musical, somado ao talento do músico os ouvintes podem desfrutar do bom Rock.

Os destaques desse bom álbum são: "Badlands", que tem um riff de guitarra devastador e, na minha opinião, um dos melhores do Angus Young; "Flick Of The Switch”; “This House Is on Fire"; "Rising Power"; "Guns for Hire"; "e "Bedlam in Belgium", que tem um riff de guitarra maravilhoso.

Para mim, um dos melhores álbuns do AC/DC com o Brian Johnson cantando e tendo o auxílio luxuoso da bateria do Phil Rudd.

As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor


Compartilhar

Comentar via Facebook

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.
Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito e aberto para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.