Para os que respiram música assim como nós


Resenha: These Days (1995)

Álbum de Bon Jovi

Acessos: 90


Um último cântico

Por: Fábio Arthur

29/05/2021

Bon Jovi é uma banda em que sua maior força seriam de fato os hits de alguns discos antecessores. Mas, quando o grupo começou a obter mais experiência e as ideias fluíram, tudo alterou de sentido e a sonoridade passou em uma espécie de mutação.

These Days marca esse fonte de evolução, ou também uma certa fraqueza musical vista por olhos críticos. A obra marca a sexta parte da carreira da banda e flui na direção do Pop cansativo e do Hard típico comercial, mas que destoa total do álbum Keep the Faith em maturidade.

Não sei se de fato eles queriam fazer uma quase volta ao disco de 1986 ou estavam segurando dois estilos de fãs. Três na produção e mais de 1 hora de som marcam o disco como um último conceito em boa obra, da banda.

Foram cinco singles, e alguns vídeos bem cansativos na MTV, fora isso, a banda manteve por perto as fãs sedentas pelo som do grupo. A banda também fez alguns shows na Inglaterra e gravou em vídeo, e assim também trouxe um núcleo de faixas mistas.

These Days soa bem e da o termo bem na cara do grupo, já Lie to Me parece uma eterna tortura melancólica em forma de balada. Something for the Pain, virou Hit e enjoa total, sendo uma faixa repetitiva. Mas a banda vendeu bem e chegou em 7 lugar no Reino Unido e ainda veio para a América do Sul.

Hugh McDonald veio do baixo e voz para suprir o músico original desde começo e banda ainda acertou pela competência do mesmo. Hey God é outra faixa boa do disco, faz presença como mais Rocker. Depois temos Diamond Ring, a balada com intensidade vocal entre Ritchie e Jon, e por outro lado, This Aint a Love Song cansa um pouco. Damned torna a soar como canção mais qualitativa e Bitter Wine fecha o disco como um alicerce fraco e sem pressão.

O disco tem outras canções, o mas essa soam como uma vertente mais sincera do trabalho, mesmo quando não imponentes.

Um disco que fica entre o bom gosto e a direção incerta. Por tais fatores, acaba sendo o último grande disco da banda, fechando um ciclo.

As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor


Compartilhar

Comentar via Facebook

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.
Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito e aberto para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.