Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Para Sempre (2001)

Álbum de Rita Lee

Acessos: 51


Coletânea com faixas interessantes!

Por: Débora Arruda Jacó

02/05/2021

Nos idos de 2000, a EMI lançou uma série de coletâneas bem interessante, de artistas dos mais variados estilos musicais. Particularmente, acho essa série bastante legal...especialmente para pessoas que estão iniciando a apreciação de um determinado artista. Esse da Rita Lee é uma boa indicação para aqueles que estão começando a conhecer a vasta obra da artista. 

“Mania De Você”, dispensa maiores apresentações: certamente, uma das músicas mais conhecidas de Rita...a ode moderna do amor entre duas pessoas. A junção perfeita entre o rock e a MPB.  A segunda faixa é a alegre e “atrevida” “Chega Mais”: dançante, e “flerte” da artista com a vigente disco music. É muito gostosa de escutar, mesmo não dançando. “Lança Perfume” (1980) é outra feita para dançar, com sutis toques de carnaval. “Bem-Me-Quer” também pertence ao trabalho de 1980: Rita faz uso do jogo de palavras que tanto a torna famosa nos versos “Diga que me odeia/Mas diga que não vive sem mim/Eu sou uma praga/Maria-sem-vergonha do seu jardim”.
“Baila Comigo” é a famosa canção de Rita que fez parte da trilha sonora da novela homônima (1982-1983), mas como bem sabemos, a versão utilizada na abertura da novela é instrumental. Uma pena! A próxima é a balada rock/MPB “Doce Vampiro”, linda e poética  homenagem ao marido Roberto de Carvalho. Na linhagem de “Mania..” é sem dúvidas, um dos melhores momentos da cantora.  “Desculpe o Auê” faz parte do álbum de 1983 (o que tem a excelente “On The Rocks”). Segundo Rita, a canção foi originada de um pedido de desculpas à Roberto, após uma crise de ciúmes. A música é  uma das preferidas dos fãs até hoje. 
A sequência agora, é predominante formada por clássicos dos anos 70: “Ovelha Negra” (do clássico álbum de 1975, Fruto Proibido), dispensa maiores detalhes. Lindo flerte entre o rock e o folk, mas no contexto tupiniquim. Destaque para o belo solo de guitarra de Luis Carlini no final. “Coisas da Vida” é uma balada dos primórdios, composta em parceria com Luis Carlini (sim, o guitarrista de Ovelha Negra!). A seguinte é a incrível “Esse Tal de Roque Enrow”, mais uma faixa clássica de Fruto Proibido e também, uma feliz parceria com o importante letrista Paulo Coelho. “Jardins da Babilônia” do álbum “Babilônia” (1978) é outro clássico do rock/pop nacional e uma das mais notórias da carreira da artista. Esse trabalho mostra o caminho e direção dos próximos: menos rock e mais voltado para a disco music. “Corista de Rock”: pouco lembrada, porém clássica e mais uma composição de Rita e Luis Carlini. A penúltima faixa é mais um clássico do álbum Fruto Proibido: “Agora Só Falta Você”, uma das canções mais executadas em 1975. A coletânea fecha com a canção “Lá Vou Eu”, apresentando a letra “Num apartamento/Perdido na cidade/Alguém está tentando acreditar/Que as coisas vão melhorar...” que expressa o cotidiano de muitos paulistanos. Conta com um belo solo de guitarra – foi lançada como compacto duplo e ainda fez parte da trilha sonora da novela “O Grito” (1975-1976). Zélia Ducan gravou uma versão bem conhecida em 1994. 

Enfim: uma coletânea bem interessante, por conter algumas faixas que embora tenham feito sucesso quando lançadas, atualmente são pouco executadas nas rádios (casos de Corista de Rock, Lá Vou Eu, Bem-Me-Quer e Coisas da Vida). Uma boa seleção para quem deseja  conhecer o conjunto da obra musical de Rita Lee. Vale a pena conferir!

As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor


Compartilhar

Comentar via Facebook

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.
Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito e aberto para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.