Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Pat Metheny Group (1978)

Álbum de Pat Metheny

Acessos: 153


O álbum da hipnótica San Lorenzo

Por: alexmachad

12/04/2021

Com um grande time de músicos o Pat Metheny gravou em 1978 um excelente álbum. Tirando as altas habilidades do guitarrista Pat Metheny, seus timbres únicos, que o faz ser identificado facilmente, eu gostaria de destacar o trabalho do pianista, falecido em 2020, Lyle Mays. Esse músico foi um grande pianista e ele é parte fundamental nesse álbum de Jazz Fusion. 

A música "San Lorenzo", na minha opinião, é o grande destaque e é a que abre o álbum. Hipnótica, viajante, com grandes solos de piano. A primeira vez que ouvi essa música,  a primeira sensação que veio à minha cabeça foi de hipnose.

Outro destaque, na minha opinião, é a música "Jaco", que provavelmente foi uma homenagem ao baixista Jaco Pastorius, apesar dele não estar no baixo nesse álbum e sim o Mark Egan, que faz um excelente trabalho no instrumento. Aqui nessa música, o Pat Metheny toca sua guitarra com tamanha personalidade, que no final da canção só falta a gente aplaudir. 

Para finalizar, outro destaque é a música "April Joy". O baixo do Mark Egan, combinado com o piano do Lyle Mays e a guitarra do Pat Metheny fazem a mágica a acontecer. Outro ponto alto do álbum.

Esse álbum é recomendado para quem curte música de qualidade, música instrumental e o bom Jazz Fusion.

As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor


Compartilhar

Comentar via Facebook

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.
Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito e aberto para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.