Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Barren... (2020)

Álbum de Warshipper

Acessos: 89


Sem medo de misturar death metal com outros estilos

Por: Mário Pescada

29/03/2021

No metal, a maior parte das bandas opta por seguir os caminhos já trilhados anteriormente pelos seus antecessores, seja por uma questão de comodidade, seja para manter a tradição do estilo. São poucos os grupos que se arriscam a colocar - de fato - outros elementos em seu som (ainda que sejam elementos de outros estilos do próprio metal), afinal, o risco de rejeição por parte do público/mídia é alto e nem todos desejam enfrentá-lo. Um grupo que decidiu fazer de fato essa arriscada inclusão de outros estilos é o WARSHIPPER.

A banda poderia ter seguido o caminho do bom e velho death metal (e não há nada de errado nisso) para seu terceiro disco, sendo bem provável a entrega de um bom registro ao final, porém, teve a ousadia e coragem diante de tais riscos, ao incorporar diferentes elementos líricos e suas influências para “Barren...” (2020), seu terceiro disco.

A começar pelas letras: o disco é o primeiro do grupo do tipo conceitual. Aborda os padrões e imposições sociais a que somos, direta ou indiretamente, expostos, e que, por sua forma impositiva, acaba causando um cenário psicológico marcado pela dor, traumas e infelicidade (daí o porquê do título barren: estéril). Não que o tema existencial nunca tenha sido abordado antes no death metal, claro, mas, ao abordar tais assuntos de uma forma mais empática, o resultado acaba sendo letras mais profundas.

Na parte instrumental, as raízes death metal estão ali, firmes, como nas faixas “Barren Black”, “Rabbit Hole” e “Numb - Pleasure Of Possession”. A incorporação de outros estilos pode ser ouvida no thrash metal presente em “Respect!”, que conta com a participação de Fernanda Lira (CRYPTA, ex-NERVOSA) e “Licking The Wounds”; do heavy metal em “Axiom” e nos solos de muito bom gosto nas demais faixas e do doom metal de “Beneath The Burden”. 

Lançado em agosto do ano passado pela loja/selo Heavy Metal Rock, “Barren...” (2020) foi gravado no Casanegra Studio em São Paulo/SP, sob produção de Rafael Augusto Lopes (CRYPTA, ZUMBIS DO ESPAÇO, LIVING METAL).

Houve, ao meu ver, em “Anagrams Of Sorrow” e “Compulsive Trip”, com seus sintetizadores, duas leves derrapadas que acabaram destoando do todo. Ainda assim, o saldo final é bem positivo e a banda saiu-se bem ao fazer tais misturas (lembrando que a diferença entre o remédio e o veneno, é a dose). 

“Barren...” (2020) pode ser adquirido no site da Heavy Metal Rock ou pelo e-mail pedido@hmrock.com.br

Confira o vídeo da faixa "Respect!", que teve a participação de Fernanda Lira (CRYPTA, ex-NERVOSA):

Faixas: 01 Barren Black 02 Axiom 03 Respect! 04 Rabbit Hole 05 Embryo (instrumental) 06 Numb - Pleasure Of Possession 07 Beneath The Burden 08 Licking The Wounds 09 Anagrams Of Sorrow 10 Compulsive Trip 11 Knowing Just As I (Detachment) Formação: Renan Roveran: vocal/guitarra Rodolfo Nekathor: baixo/vocal Rafael Oliveira: guitarra Roger Costa: bateria Mídias sociais: facebook.com/warshipper instagram.com/warshippermetal youtube.com/warshipperband

As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor


Compartilhar

Comentar via Facebook

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.
Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito e aberto para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.