Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Electric Arguments (2008)

Álbum de The Fireman

Acessos: 133


A aventura que não acabou com a carreira de Paul

Por: André Luiz Paiz

17/02/2021

Este é um disco que pode acabar com a minha carreira. Foi algo mais ou menos assim que disse Paul McCartney, ao anunciar o lançamento de mais um disco do seu projeto de música eletrônica - The Fireman - com o músico e produtor Youth. Para nossa alegria, ele estava equivocado.

"Electric Arguments" é o terceiro disco do projeto e o primeiro que conta com vocais proeminentes, sendo assim mais acessível. Um álbum com treze faixas, gravado em treze dias e que nos permite mergulhar no universo criativo sem limites das mentes de seus criadores. O que temos aqui é simplesmente o melhor do que o projeto poderia oferecer e o primeiro disco a levar o The Fireman aos charts. E agora, vamos falar um pouco sobre as faixas.

Paul cuidou da arte, compôs o material e trouxe tudo o que lhe inspira, sem filtros. "Nothing Too Much Just Out of Sight" traz um pouco da fase psicodélica dos Beatles com ótimas linhas de baixo e um vocal fora do tradicional, gritado e meio bluesy. O contraste vem positivamente em seguida, com a baladinha acústica "Two Magpies". "Sing the Changes" é o primeiro momento brilhante do trabalho, com uma abordagem futurista, cheia de reverb e melodia, como se Paul estivesse cantando no topo de uma montanha. "Travelling Light" traz uma obscuridade que me encanta; uma faixa densa e sensível. Sua segunda parte me trouxe um pouco dos Wings na memória. Seguindo, temos "Highway", outro grande momento; um belo rock e que entrou até nas turnês, com bons momentos para cantar junto. "Light from Your Lighthouse" traz referências à canção gospel "Let Your Light Shine on Me " em uma abordagem meio country. Por fim, encerro o que considero a primeira e melhor metade do álbum com a também excelente "Sun Is Shining", bem no estilo "Sing The Changes".
A segunda metade abre com a interessante "Dance 'Til We're High", que traz uma sonoridade orquestrada e melódica, além da estranheza característica deste disco, que são as melodias vocais fora do tradicional. "Lifelong Passion" traz uma gaitinha bonita e levada gostosa de curtir. "Is This Love?" exibe uma nova cara para o disco, nos fazendo mergulhar um pouco na sonoridade dos dois primeiros trabalhos. E assim segue com "Lovers in a Dream", "Universal Here, Everlasting Now" e a longa - e cansativa - "Don't Stop Running", que inclui a faixa oculta "Road Trip" aos 7:57. Neste momento do disco, as melodias ficam de lado e o eletrônico se sobressai, afastando um pouco o ouvinte que procura um som mais McCartney.

"Electric Arguments" é um respiro muito interessante na carreira solo de Paul, que consegue canalizar boas energias em cada um de seus projetos. Aqui você verá uma faceta diferente do músico, muito experimental, porém ainda se sentirá em casa e certamente se divertirá.

Tracklist:
Nothing Too Much Just Out Of Sight	4:54
Two Magpies	2:10
Sing The Changes	3:42
Travelling Light	5:05
Highway	4:15
Light From Your Lighthouse	2:31
Sun Is Shining	5:12
Dance 'Til We're High	3:37
Lifelong Passion	4:47
Is This Love?	5:50
Lovers In A Dream	5:21
Universal Here, Everlasting Now	5:05
Don't Stop Running	5:59
(silence)	1:53
Road Trip	2:38

As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor


Compartilhar

Comentar via Facebook

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.
Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito e aberto para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.