Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Estratosférica (2015)

Álbum de Gal Costa

MPB

Acessos: 80


Ainda voando alto

Por: Roberto Rillo Bíscaro

16/02/2021

Por ter atravessado gerações e mudado de estilos, a cantora pode não agradar a todos com seus álbuns, mas, Estratosférica tem para desde quem curte rock até pra moçada mais nova que pode tê-la conhecido melhor com o eletrônico Recanto (2011). Caê Velô saiu da produção, mas o filhão Moreno continuou e uniu o tradicional ao moderno.

A abertura vem com as guitarras psych nervosas de Sem Medo Nem Esperança, provando que Gal still rocks! A canção-título seria descrita como afoxé nos 80’s; Quando Você Olha Pra Ela é sambinha-Benjor-esquema-novo; Casca é eletrônica EDM; Muita Sorte é synthCaymmi, eletrococo; Ilusão à Toa é daqueles boleros domesticados que consagraram a intérprete nos 80’s, tem até letra na segunda pessoa do singular. Além dela, Estratosférica traz baladas lindas, que tocariam muito nas rádios em outro contexto musical: Jabitacá, Espelho D’Água, Amor Se Acalme e Dez Anjos são desse jaez.

Por vezes, moderno e tradicional coexistem. Ecstasy tem ritmo bem de dança de salão de programa Festa Baile, mas o êxtase amoroso vem gravado e pronunciado como a droga do coração das raves acidhousistas. A maliciosa Por Baixo é pipocar eletrônico, mas a interpretação de Gal não está tipo Canta Brasil de vez em quando? A pedestre Você Me Deu coloca cordas melosas com barulho grave à Bjork.

O deslize vem em Anuviar. Moreno achou que encher a canção de pausas a tornaria avant garde, mas ficou apenas chata e pulável no sentido de a desprezarmos na audição.

Ainda que o álbum não o seja, Gal Costa continua estratosférica.

As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor


Compartilhar

Comentar via Facebook

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.
Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito e aberto para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.