Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Ben (1972)

Álbum de Michael Jackson

Acessos: 73


Espetacular

Por: Fábio Arthur

02/01/2021

O segundo disco de Jackson trouxe um pouco mais de baladas, mas levou o artista ao estrelato já antecipado. 

Na verdade, a musicalidade aqui, apesar de plena, não reverencia o passado de Jackson 5, seu antigo grupo, mas trata Michael como um cantor amadurecido.

São 5 milhões em vendas nesse álbum e que de fato surge como um apontamento de maior ênfase no trabalho de criar algo superior em linhas futuras. Michael tece aqui uma façanha de cantar em tonalidades altas, mas com um jeito de se impor mais na musicalidade raiz e direto na alma do ouvinte.

"Ben", faixa clássica do disco foi o single mor, manteve na ativa os parâmetros de rádio e elevou os padrões em certezas plenas. Hal Davis soube conduzir a coisa toda em tons ora Soul, ora Blues sutil, entre Funk legítimo e Soft  Rock. Por sorte, ainda temos no repertório "My Girl" que manteve a conexão direta com os fãs, também e virou o segundo single do trabalho.

O disco obteve sucesso fora dos EUA e trouxe notoriedade para o astro, que era talento da Motown em época. Chegou ao número 1# e manteve o mérito do Globo de Ouro também.

Ótima atuação de Jackson em um dos trabalhos mais competentes do cantor.

As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor


Compartilhar

Comentar via Facebook

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.
Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito e aberto para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.