Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Tears Roll Down (Greatest Hits 82-92) (1992)

Álbum de Tears for Fears

Acessos: 94


Dez anos de grandes sucessos!

Autor: Débora Arruda Jacó

15/10/2020

Após a realização do sucesso “The Seeds of Love” (1989), a dupla Tears for Fears passava por um período de desgastes, que culminariam na saída do baixista Curt Smith que a esta altura já parecia inevitável. Por mais que “The Seeds of Love” tenha sido um trabalho interessante, os integrantes pareciam não se entender como antes – Curt só retornaria a partir de 2004 com o álbum “Everybody Loves a Happy Ending”.  Restou então ao remanescente Roland Orzabal, a “missão” de manter o grupo na ativa. 

“Tears Roll Down” é um registro dos dez primeiros anos do Tears for Fears e para quem está começando a conhecer o trabalho da dupla, é uma boa pedida por reunir algumas de suas principais músicas. A capa apresenta uma bela arte gráfica, assim como o encarte. 
 As faixas: a coletânea abre com “Sowing The Seeds of Love”, a bela faixa do último trabalho até então (The Seeds of Love). A próxima canção faz parte do álbum “Best Seller” da dupla, “Songs From The Big Chair” de 1985: “Everybody Wants To Rule The World”, um clássico. Outra faixa do sucesso The Seeds of Love, “Woman In Chains” faz a alegria dos fãs e também, daqueles que não são - uma das faixas mais populares da dupla até os dias atuais.
As duas próximas faixas pertencem novamente ao multiplatinado Songs From The Big Chair: “Shout” e a belíssima “Head Over Heels” que nos transporta ao ano de 1985. Brilhantes. As duas próximas, repetem a sequencia do álbum de estreia The Hurting (1983): a “dançante” Mad World com sua letra que fala de uma criança que se sente só vendo crianças comemorando aniversário e a etérea “Pale Shelter” com seus belos arranjos pavimentados pelo violão acústico, sintetizador e bateria “forte”. A próxima faixa é “I Believe” extraída do excelente álbum de 1985 – música soft e elegante. O piano é muito bonito e Roland utiliza “falsete” na interpretação. A nona faixa é a inédita “Laid So Low” (conhecida também por Tears Roll Down), que parece ser uma “despedida”, apresentando uma letra melancólica, porém flertando com “dance music” e que antecipa que Roland já buscava sonoridades diferentes para os próximos trabalhos. “Mothers Talk” é a décima faixa, também extraída de Songs From The Big Chair, uma das melhores realizações da carreira do grupo. A penúltima é a singela “Changes” com a inconfundível sonoridade do xilofone e também uma das melhores realizações vocais de Curt Smith. E finalizando com estilo, temos outra canção interpretada por Curt Smith: “Advice For The Young At Heart” do álbum “The Seeds of Love”. 

Uma bela coletânea que vale a pena conferir.

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Compartilhe:

Comente: