Para os que respiram música assim como nós


Resenha: A Momentary Lapse Of Reason (1987)

Álbum de Pink Floyd

Acessos: 79


Um retorno distante

Autor: Fábio Arthur

11/10/2020

Sem Waters e sem a evolução necessária para soar com Floyd. É assim que aparece na discografia do grupo essa obra cheia de momentos duvidosos.

Com o grande produtor ao lado, Bob Ezrin, e faixas que soam modernas demais para o padrão do grupo, além de algumas sem fundamento, a banda dissolve sua essência nata em embalos nada confiantes.

Em 51 minutos, o trabalho surge com o chamado Arena Rock e flerta com algo do passado, mas  que não mantém o ouvinte ligado até o fim. Se seguisse a notória fonte da arte de capa, esse seria um óbvio clássico e salutar, porém, o resultado é contrário, pois o disco despenca na sucessão de faixas comuns e fracas.

Gravado no recinto de Gilmour, a banda veio de uma série de problemas com Waters e esse de fato seria um disco solo de David, mas enfim, a gravadora venceu o dilema impondo sua vontade.

"Dogs of War", "On the Turning Away" são peças ótimas, ao contrário da famosinha e chata "Learning to Fly", que até um vídeo enjoativo rumou para MTV sem cessar. "Sorrow" também segura as pontas, do mais, passa em branco uma fase pecaminosa e sem boa condição.

Fica o balanço entre o mediano e o bom gosto. Discos assim são difíceis de ouvir.

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Compartilhe:

Comente: