Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Brothers In Arms (1985)

Álbum de Dire Straits

Acessos: 68


Há 35 anos o Dire Straits ganhava o mundo!

Autor: Maik Antunes

10/10/2020

Lançado em meados de 1985, "Brothers in Arms" representa o auge de uma banda cuja formação sempre fora instável, mas, ao mesmo tempo, capaz de uma sonoridade cativante e muito bem elaborada.

No comando de Mark Knopfler – guitarrista dos mais indiscutivelmente virtuosos –, o Dire Straits não apenas teve (com este álbum) o privilégio de ser um dos primeiros grupos a lançar um trabalho no (então revolucionário) formato CD como também conseguiu a façanha de emplacar – de maneira definitiva – hits poderosíssimos tais como, por exemplo:

•	a eletrizante "Money for Nothing" ou:

•	a contagiante "Walk of Life", na qual imperam, por cima de uma base country, os teclados bem humorados de Alan Clark e Guy Fletcher.

Dentre as baladas, destaque para:

•	a (digamos) 'progressiva' "Brothers in Arms", faixa-título executada com o mesmo cuidado, a mesma paciência e a mesma delicadeza com que se toca a pele de um bebê (!)... além, é claro:

•	da inesquecível "Your Latest Trick", na qual se impõe o soberano, extasiante e magnífico saxofone de Michael Brecker!

Premiadíssimo, "Brothers in Arms" – cuja capa é, sem dúvida alguma, uma das mais belas e mais bem sacadas já produzidas – ainda traz, como destaques, as igualmente bem sucedidas:

•	"So Far Away";

•	"One World" e "Why Worry"...

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Compartilhe:

Comente: