Para os que respiram música assim como nós


Resenha: In Ekstasy (1985)

Álbum de Nina Hagen

Acessos: 150


Revolucionando padrões

Autor: Fábio Arthur

01/10/2020

Quem não se recorda do forte apelo causado pela diva Nina Hagen em 1985 no Rock in Rio de 1985? A cantora trouxe um nível musical bem diferenciado, do qual sua veia artística aflorada resultou em obras bem significantes. Esse disco, "In Ekstasy", marca um nível de qualidade muito além. 

A artista, de origem alemã, mantém de forma bem eficaz seu repertório e sua banda de apoio, chegando com ênfase em um momento cultural de onde o Rock, Pop e New Wave, estavam bombando. A produção boa de Adan Kidron manteve a excelência da performance absoluta da cantora.

O selo CBS movimentou sua carreira, fazendo com que ela fosse exibida em vários países. A ida da cantora para TV americana em alguns programas ajudou a pavimentar sua ascensão.

Universal Radio e My Way são exemplares de ótimos complementos musicais. A cantora flerta também com o Punk, ainda mais de forma acirrada nesse trabalho.

Na Europa e América do Norte e coisa fluiu muito bem. No mesmo janeiro de 85, em que o disco foi gravado, ela chegou no Brasil para alguns shows e alavancou suspiros do público. 

Fica mais uma dica oitentista de qualidade.

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Compartilhe:

Comente: