Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Fame And Fortune (1986)

Álbum de Bad Company

Acessos: 60


Buscando por mudanças em sua nova fase

Autor: André Luiz Paiz

16/09/2020

Com o desgaste evidente do Bad Company após seis álbuns, a fórmula já vinha derrapando e o grupo foi ficando cada vez mais distante dos holofotes. Com a saída de metade dos membros originais, incluindo o grande vocalista Paul Rodgers, a banda enfim retornou depois de quatro anos de espera com Mick Ralphs e Simon Kirke no comando.

Além de Mick e Simon, o disco traz também o nome de Boz Burrell nos créditos, mas foi revelado depois que as faixas foram gravadas pelo baixista Steve Price, músico de estúdio. Tentando mudar o trajeto e arrebanhar novos fãs, a banda optou por mudar o seu direcionamento, mantendo o rock mas deixando o blues, mergulhando de vez na sonoridade oitentista. Prova disso é a escolha de Keith Olsen, que trabalhou com o Foreigner, para a produção, contando também com o auxílio de Mick Jones, guitarrista da banda. Ademais, o talentoso vocalista Brian Howe (Ted Nugent) foi a escolha para substituir Rodgers. Sua voz é totalmente hard e AOR, muito longe do soul imposto por Paul em seus registros.

É claro que "Fame And Fortune" assustou os fãs. Se considerarmos os seguidores de Paul Rodgers dos tempos de Free, ainda mais. O que temos aqui é um rock típico dos anos 80, com aquela estrutura conhecida dos grupos como Survivor e Foreigner no auge, ou seja, AOR super melódico. Se deixarmos as comparações de lado, temos sim um disco muito bom, com belas melodias e alguns equívocos característicos de uma banda que optou por experimentar. Brian Howe fez muito bem o seu papel e merece elogios.

Faixas de destaque: "Burning Up", a hit "This Love", "That Girl", "Tell It Like Is" - que traz um pouco da fase anterior, "Long Walk" e a balada "When We Made Love".

Se você é fã de AOR oitentista, "Fame And Fortune" tem boas faixas para a sua playlist.

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Compartilhe:

Comente: