Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Good To Be Bad (2008)

Álbum de Whitesnake

Acessos: 61


O fim da espera

Autor: André Luiz Paiz

14/09/2020

Após um período de reflexão e alguns trabalhos paralelos, já era de conhecimento da maioria que David Coverdale tinha interesse em retornar com o Whitesnake para um novo álbum de inéditas, fato que começou a se concretizar com a turnê que gerou o álbum "Live: In the Shadow of the Blues", já que o disco trouxe quatro faixas inéditas. Só que o fator mais empolgante, é que esse retorno seria com a intenção de trazer a essência verdadeira da banda e não como foi feito com "Restless Heart", um álbum solo sob o nome Whitesnake. E para a alegria de todos, este retorno não decepcionou.

"Good To Be Bad" traz Coverdale acompanhado de músicos excelentes: Doug Aldrich e Reb Beach nas guitarras, Timothy Drury nos teclados, Uriah Duffy no baixo e Chris Frazier na bateria. A produção é assinada pelos The Brutal Brothers (David Coverdale, Doug Aldrich e Michael McIntyre) e traz um sorriso no rosto assim que toca o primeiro riff de guitarra. Um disco pesado, bem produzido e lotado de material de qualidade. Além disso, dá gosto de ouvir Coverdale se entregando de corpo e alma, cantando bem e compondo ainda melhor. Sabemos que ele fez escola com os grandes, mas esse cidadão atingiu um nível absurdo em termos de composição e produção, entregando um álbum extremamente bem balanceado e preciso.

Destaques? É complicado escolher, mas as minhas favoritas são: "Best Years", "Can You Hear the Wind Blow", "Good to Be Bad", "All for Love", "Lay Down Your Love" (pesada, estilão "Still Of The Night"), "Got What You Need" e a bela balada de encerramento "'Til the End of Time".

Com "Good To Be Bad", o Whitesnake retomou o seu lugar ao sol e está na ativa até hoje. Deste ponto em diante, a idade passaria a interferir um pouco nas apresentações ao vivo de David Coverdale, prejudicando bastante a sua voz. Mesmo com esse detalhe, o carinho e gratidão dos fãs é algo tão grande, que todos nós fazemos questão de cantar por ele.

Tracklist:

1.	"Best Years"	5:16
2.	"Can You Hear the Wind Blow"	5:03
3.	"Call on Me"	5:01
4.	"All I Want All I Need"	5:40
5.	"Good to Be Bad"	5:13
6.	"All for Love"	5:13
7.	"Summer Rain"	6:10
8.	"Lay Down Your Love"	6:01
9.	"A Fool in Love"	5:50
10.	"Got What You Need"	4:15
11.	"'Til the End of Time"	5:32

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Compartilhe:

Comente: