Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Bastards (1993)

Álbum de Motorhead

Acessos: 140


Bastardos do rock

Autor: Fábio Arthur

06/08/2020

Motörhead sempre foi uma banda bem surpreendente, mantendo sua postura rocker e o som pesado de sempre. Em 48 minutos, Howard Benson produziu e deixou o Motörhead à toda.

Lançado em 1993, Bastards trouxe uma forma de voltar ao estilo rápido, rasgado e cru. Se em 1916 a coisa foi muito boa porém as vendas nem tão bem, Bastards trouxe essa coisa toda de aceitação de volta. O disco traz temas realistas e fortes, guerra, crítica social e seus afins.
O trabalho teria outro título, mas após a banda ver os desenhos originais, mudaram para o nome Bastards, que caiu muito bem com a sonoridade.

A banda ainda contava com Wurzel na época, e trouxe um som de guitarra bem voraz. Burner soa bem pesada e uma das preferidas. Death or Glory é muito fluente também. Bad Woman é outra preferida. Assim, o disco segue até final e de bom grado.

Vale conferir.

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Compartilhe:

Comente: