Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Magica (2000)

Álbum de Dio

Acessos: 399


Conceitual e promissor

Por: Fábio Arthur

15/07/2020

Esse acabou sendo uma surpresa grata, afinal, Dio já não vinha lançando álbuns mais poderosos fazia algum tempo. Magica chegou em 2000 com a volta de Craig Gould nas guitarras, grata surpresa essa.

O álbum traz o tema de misticismo e a arte do trabalho insinua detalhes bem abrangentes e de uma beleza profunda e marcante. Infelizmente as partes II e III não puderam ver a luz do dia, já que Dio faleceu e estava há um tempo com o Heaven and Hell fazendo tour e discos. 

A EMI lançou a pérola, e o álbum nem tem como deixar na mão, é muito bem fundamentado e coloca o ouvinte em uma junção de ótimos elementos. Com mais de 1 hora de duração, cada pedaço ou momento se torna válido aqui. 

Talvez fosse a pré-passagem pelo Sabbath em 1992 ou o cansaço de fazer discos solos sem obter algo mais proeminente, levou Dio a trabalhar de forma mais intensa e trazer essa grande obra para a sua carreira.

As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor


Compartilhar

Comentar via Facebook

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.
Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito e aberto para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.