Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Now What?! (2013)

Álbum de Deep Purple

Acessos: 195


Para todos os gostos

Autor: André Luiz Paiz

06/07/2020

E os britânicos seguem na maré tranquila iniciada em "Bananas". "Now What?!" está aqui para comprovar isso, em um trabalho que traz tudo o que você pode esperar do Deep Purple.

O primeiro fator positivo deste trabalho é o entrosamento da banda. Steve Morse brilha a todo instante e Don Airey traz a sua melhor performance desde que se tornou membro. Já os demais, é chover no molhado. Segundo, porque o Purple segue soando livre, leve e solto, com composições excelentes em qualquer tema que decidem se aventurar. Se a música é densa, é boa; se é hard com sonoridade setentista, também; se é algo mais moderno, também funciona. E assim "Now What?!" cumpre muito bem o seu papel.

A produção está ótima e dessa vez foi deixada nas mãos de Bob Ezrin. O disco vendeu 4.000 cópias só na primeira semana. Após seis meses, atingiu 100.000. Não adianta, os caras merecem sim reconhecimento, mesmo que você seja um fã que ainda não consiga aceitar essa nova fase pós-MK II.

Faixas de destaque: "Uncommon Man" e "Above and Beyond", ambas dedicadas ao mestre Jon Lord. Adoro "All the Time in the World", com seu timbre lindo de guitarra. O brilho da personalidade de Airey está estampado na faixa de encerramento, "Vincent Price", além do excelente trabalho feito na já citada "Uncommon Man". Já as demais, "Weirdistan" traz mais do Purple moderno, assim como "A Simple Song" e "Out of Hand", que traz lembranças do álbum "The Battle Rages On...". Para os saudosos dos velhos tempos, "Hell To Pay" é um acerto em cheio e pura energia. "Body Line" também traz essa linha, mais rock clássica. 

Alguns fãs esperavam mais de "Now What?!", talvez por ser um álbum que traz um pouco de tudo, deixando sempre um gostinho de quero mais em cada um dos seus destaques. Como eu gosto de mudanças e ousadia, e quando percebo que há dedicação dos músicos envolvidos, fico satisfeito.

A única coisa que falta é o Purple caprichar um pouquinho mais nas artes de capa, não é?

Se você ainda não deu chance para o Purple novo, "Now What?!" é uma boa opção de entrada.

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Compartilhe:

Comente: