Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Rock 'N' Roll Prophet Plus (1982)

Álbum de Rick Wakeman

Acessos: 158


Um disco completamente sem alma e constrangedor

Autor: Tiago Meneses

12/06/2020

Este é um daqueles discos em que sequer merece uma resenha sobre ele, e já que a estou fazendo, que não seja longa, seja somente o suficiente para alertar sobre o tamanho da bomba que você está próximo de pegar caso decida ouvi-lo. Antes de ouvir, deixo como uma sugestão importante que tudo seja tratado como entretenimento altamente cômico. Não tem o porquê de levar a sério um disco que o próprio Rick iria rir dele. Várias de suas músicas são claramente feitas para serem consideradas piadas. Pra se ter uma ideia este – até onde eu sei – é o único disco de Wakeman em que ele canta, inclusive, sua voz até se encaixa muito bem nessas letras cômicas e tremendamente tolas. E essa arte da capa? Extremamente extravagante e reforça a ideia de que tudo deve ser levado como uma piada para que você não sinta um grande peso de decepção. Uma piada até porque o próprio Wakeman mesmo é conhecido por ser um contador de piadas nos bastidores das turnês, além de programas de rádio e TV. 

Agora esquecendo um pouco da compreensão do parágrafo anterior. O álbum anterior do músico, 1984 - se não levar em consideração The Burning que é trilha sonora -, havia sido um disco muito bom, isso deixa mais evidente o quanto que Rock 'n' Roll Prophet trouxe a qualidade da música para baixo. Ainda que Wakeman tenha dito que este disco foi criado antes do 1984, e que deveria ser lançado sob o nome da banda Kudos, fica difícil até de acreditar nisso. Quando não levado como uma obra cômica, tudo aqui vai soar embaraçoso, sem inspiração e parecendo que foi composto por um músico sem talento algum – o que passa longe de ser verdade né? – e que parece querer somente aumentar seu número de discos oficiais a qualquer custo, independentemente da porcaria que será lançada. Um disco completamente sem alma e constrangedor.

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Compartilhe:

Comente: