Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Goats Head Soup (1973)

Álbum de The Rolling Stones

Acessos: 74


Ainda rolando as pedras

Autor: Fábio Arthur

21/05/2020

Em dezembro de 1973, os Stones vinham com mais um disco fluindo em uma sequência de discos trabalhos lançados desde o começo de década. Naquele momento, a banda trazia algo que vinha dando certo, sendo eles mesmos e deixando suas influências rolarem.

Jimmy Miller produziu o trabalho e, embora as línguas da crítica tenham dito que esse seria uma queda no padrão dos britânicos, o álbum ainda assim acaba sendo relevante.

A banda evoluiu também em alguns temas, trazendo um Soul Pop desgarrado e por hora até mesmo um Glam dos primórdios, mas fato é que eles vinham de uma acentuada avalanche de discos ótimos e o experimento de "Goat Head Soup" não declina e nem mesmo prejudica a imagem da banda.

 O título do disco é para lá de curioso, traz uma banda mesmo que em certa rebeldia, um pouco mais madura e ambiciosa quanto sua arte e seus planejamentos. Fora as questões implicadas ao grupo, como drogas e sua relação com ocultos e afins, já que nesse momento eles não eram mais os garotos do rock e sim já homens com quase trinta anos de idade, conseguiram se manter dentro de padrões para com sua posição naquele momento, e mais uma prova disso é a coleção de faixas do long play.

"Angie" foi single e vendeu bem, muito bem. Além do vídeo de promoção, a letra traz uma passagem curiosa, ambiciosa e, ao mesmo tempo, expõe fatos realistas em tons de ironia, mas isso seria já algo conhecido de todos. Passando para o começo do álbum, temos "Dancing with Mr. D", "Doo Doo Doo Doo Doo (Heartbraker)", "Silver Train", "Winter" e "Star Star", e assim, uma gama de boas faixas com suas peculiaridades e implementos musicais bem interessantes. 

Ao contrário de tantos outros grupos de época, os Rolling Stones foram sempre em frente e criativos, sem se deixar abater pela crítica massiva e odiosa. Atitude que culminou com o #1 nos charts.

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Compartilhe:

Comente: