Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Transilvanian Hunger (1994)

Álbum de Darkthrone

Acessos: 304


Majestoso

Por: Fábio Arthur

08/05/2020

O Darkthrone veio desde 1986 trilhando dentro do metal extremo, mas somente no começo dos anos noventa eles conseguiram uma exposição perante a mídia. 

Aqui, em "Transilanian Hunger", deixaram registrado seu quarto trabalho em um dos pontos mais importantes de sua carreira. O disco veio como parte de uma trilogia após o debute, onde esses álbuns foram denominados pelos fãs como Unhloy Trinity. 

Pela primeira vez Nocturno Culto e Fenriz gravaram sozinhos, somente com a ajuda de Varg (Burzum) nas letras do material. A arte remete ao estilo denso e profundo do trabalho do grupo, traz Fenriz como personagem em uma foto bem sugestiva ao título, e macabra com o sentido do próprio Black Metal. Esse material foi lançado em 1994 e fez a cabeça de uma geração ávida por um elemento sonoro extremo, do qual outras bandas também vinham realizando.

O disco totaliza oito faixas e a banda aqui consegue realmente se mostrar evolutiva perante seus primeiros passos. Obviamente eles ajudaram a pavimentar a Segunda Fase do Black Metal. "Transilanian Hunger", "Slottet I Det Fjerne", "Graven Takeheimens", "I An Hall Med Flesk Og Mejod" e "En As I Dype Skogen" são referências do trabalho com qualidade e mantém o nível vigoroso do estilo.

Interessante que muitas destas bandas ainda são bem relevantes. O Darkthrone é certamente uma delas.

As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor


Compartilhar

Comentar via Facebook

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.
Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito e aberto para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.