Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Fleetwood Mac (1975)

Álbum de Fleetwood Mac

Acessos: 475


Atacando as rádios

Autor: André Luiz Paiz

03/02/2020

Ao chegar em seu décimo trabalho de estúdio, o Fleetwood Mac já estava há milhas e milhas de distância da sua sonoridade inicial. O blues de Peter Green já não tinha mais vestígio algum. O foco da banda era simplesmente produzir boas músicas para atrair o público; e conseguiu.

Da formação inicial da banda, só John McVie (baixo) e Mick Fleetwood (bateria) restaram. Também é o primeiro a figurar a vocalista Stevie Nicks e também o guitarrista Lindsey Buckingham, sendo que ambos contribuíram bastante para esta nova sonoridade.

O álbum "Fleetwood Mac" ou "The White Album", como também é conhecido, foi lançado em 1975 e é um deleite para quem gosta de músicas acessíveis e feitas com qualidade trazida por bons músicos. São 11 faixas que atravessam do pop ao rock, R&B e soft rock. Fez grande sucesso e conseguiu um lugar de destaque na Billboard, emplacando também cinco singles: "Warm Ways", "Over My Head", "Rhiannon", "Say You Love Me" e novamente "Rhiannon", em um relançamento feito em 1978.

Todas as faixas lançadas como single são destaques, porém, há muito mais o que curtir aqui. Do início até a faixa de número oito, a linda balada "Landslide", nada é perdido. Há diversidade e muita qualidade. Se não fossem as três fillers no final, com certeza receberia nota máxima.

O "White Album" deu muito certo. Com isso, a banda seguiria o mesmo caminho em seu próximo álbum, alcançando ainda mais sucesso com "Rumours".

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Compartilhe:

Comente: