Para os que respiram música assim como nós


Resenha: The Real Thing (1989)

Álbum de Faith No More

Acessos: 103


Elevando os padrões

Autor: Fábio Arthur

02/02/2020

Com esse terceiro disco, o Faith no More ganhou espaço na mídia e ficou lado a lado com os grandes do mainstream.

Mart Wallace produziu o trabalho que começou em 1988, tendo seu término e lançamento em 1989. Por tal fator, a banda chegava nas paradas e foi uma das campeãs de visualizações na MTV. O grupo então, tempos depois, veio ao Brasil para o segundo Rock in Rio; e a banda agradou e muito.

Importante ressaltar que Mike Patton não era integrante do grupo quando as faixas foram feitas, ele chegou na banda e assim escreveu várias letras e também gravo- as em cima das bases já prontas pelo produtor. E tudo funcionou muito bem.

A tour durou 3 anos e daí o fato de terem vindo para no festival já citado. Discos de platina e vendas altamente promissoras trouxeram o grupo como favorito, com vídeos e tudo o mais de grande porte, enaltecendo a carreira do grupo.

A banda traz nesse disco algo de Rap, Rock, e navega pelo denominado Funk Metal. São estes ingredientes que moldam o trabalho todo, a um profundo estilo bem avançado para aquele momento. 

"From out of Nowhere", "Epic", "Falling to Pieces", "The Real Thing", e a cover do Black Sabbath - "War Pigs" -, fazem deste disco, juntamente ao restante do trabalho, um marco na carreira do grupo e da música em geral. 

Esse de fato acabou sendo o teor máximo da banda e o disco de entrada para conhecer o grupo.

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Compartilhe:

Comente: