Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Some Time In New York City (1972)

Álbum de John Lennon

Acessos: 595


A música em segundo plano

Autor: André Luiz Paiz

11/12/2019

"Some Time In New York City" álbum é o mais politizado de John Lennon. Seu terceiro lançamento de estúdio após o término dos Beatles é recheado de protestos e críticas, sendo que a música acabou ficando um pouco de lado...

No segundo semestre de 1971, John e Yoko mudaram-se de Londres para Nova York, mais precisamente no bairro de Greenwich Vilagge. Logo começaram a se engajar com ativistas políticos como Jerry Rubin e Abbie Hoffman. Em discussão, assuntos como a libertação de John Sinclair (preso por porte de maconha), a rebelião de Attica (presídio onde 39 pessoas foram mortas) e a prisão de Angela Davis (do partido comunista americano). As atitutes de Lennon incomodaram tanto que o presidente em exercício Richard Nixon abriu um inquérito para investigar o músico. 
Além dos temas de protesto já citados, outros temas também foram abordados, como o Domingo Sangrento irlandês nas faixas "Sunday Bloody Sunday" e "The Luck of the Irish", e os direitos das mulheres em "Sisters O Sisters" e "Woman Is the Nigger of the World".

Quando digo que Lennon se esqueceu da música, é que a maioria das faixas não têm um bom trabalho em termos musicais. Além disso, John divide as composições e também a liderança de algumas delas para Yoko, que assume os vocais. É notável que seu desempenho musical é bem inferior ao do ex-Beatle. Sem qualquer preconceito, afinal, isso são fatos. "Woman Is the Nigger Of The World" é a faixa de John de maior destaque e a que conseguiu chamar a atenção, merecidamente, além da famosa faixa "Happy Xmas", bônus em algumas edições. O melhor momento de Yoko está em "Sisters O Sisters", um pop bobinho mas que até passa. John tem alguns lampejos positivos em "New York City" e "The Luck Of The Irish", mas "John Sinclair" poderia ser bem melhor. Do restante, infelizmente pouco se aproveita. 

Além das faixas de estúdio, a versão em LP traz dois registros ao vivo, com a ótima "Cold Turkey" - injustamente rejeitada pelos Beatles - de John e a bizarra "Don't Worry Kyoko" de Yoko. Além delas, há também o registro de quatro faixas com Frank Zappa e o  The Mothers of Invention, gravado em 6 de junho de 1971 no Fillmore East, New York. A versão em CD não conta com estas faixas registradas com Zappa. Aqui tem muito mais gritaria do que música, então, passo.

Dois shows foram feitos em Nova York no Madison Square Garden após o lançamento do disco, material gravado e que posteriormente seria lançado em álbum chamado "Live in New York City".

Após este período, John e Yoko decidiram se mudar para o famoso edifício Dakota e se separaram pouco depois. John começaria então a vivenciar mais uma fase turbulenta da sua carreira, também conhecida como "Lost Weekend" ou "Fim de Semana Perdido".

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Compartilhe:

Comente: