Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Force Of Evil (2003)

Álbum de Force Of Evil

Acessos: 68


A dupla infalível Michael Denner e Hank Shermann

Autor: André Luiz Paiz

26/11/2019

Após a segunda separação do Mercyful Fate em 2000, os guitarristas Michael Denner e Hank Shermann uniram forças novamente para um novo projeto. Para completar o line-up, a dupla convocou o baixista Hal Patino (King Diamond) e o baterista Bjarne T. Holm (Mercyful Fate), além do vocalista Martin Steene (Iron Fire). Sob o nome de Force of Evil, lançaram o debute homônimo em 2004. Se você gosta de metal e principalmente de Mercyful Fate, a diversão é garantida.

O primeiro destaque de "Force Of Evil" é o peso. A energia e velocidade estão presentes por todo o disco. A faixa de abertura "Dawn Of Dominion" já captura e cativa o ouvinte. Passando por "Hell On Earth" e "Mindbreaker", não dá pra respirar, pois a trinca de abertura é fantástica.
Após tomar um ar, a cadenciada "Eye Of The Storm" deixa a peteca cair um pouco, mas "Misery Man" nos resgata rapidamente. Também cadenciada, sua melodia é grudenta e enérgica.
"Samhain" começa no estilo sombrio de um Black Sabbath e mergulha em ótimos riffs. Porém, a velocidade só retorna em "The Calling", um petardo e uma das melhores do disco.
"Fountain Of Grace" passa com boa cadência de guitarra e sem impressionar muito. Mas, "Demonized" traz novamente a veia Sabbathiana e explode os falantes.
Chegando ao final do álbum, temos "Under The Blade", que abre com bom riff de guitarra e boa condução da cozinha; e temos também a boa e sombria balada "Eternity", que completa as onze faixas e encerra os trabalhos.

Quando ouvi este disco pela primeira vez, fiquei impressionado com a qualidade do material. Não possui faixas potentes o suficiente para equiparar-se às bandas King Diamond e Mercyful Fate, por isso talvez que não tenha conseguido tanto destaque, mas a energia e qualidade das composições sempre agradará qualquer fã de heavy metal.

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Compartilhe:

Comente: