Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Steve McQueen (1985)

Álbum de Prefab Sprout

Acessos: 243


Um segredo bem guardado da música pop

Autor: Marcel Z. Dio

30/08/2019

Dizem que o Prefab Sprout é um segredo bem guardado da música pop, algo que não pode ser descartado, considerando que a maioria ainda desconhece a qualidade do grupo britânico.
A banda foi me apresentada por volta de 1999, tempo em que eu estava ocupado demais ouvindo classic rock e thrash metal. Por isso escutei sem vontade alguma - Ah, Prebab Sprout ? ok, mais uma bandinha pop rock feita por burgueses europeus com o sonho de conquistar a América com visual moto e jaqueta de couro ...
Após 20 anos tirei o vinil da poeira e voltei a conferir, mudando o conceito antigo (benefício que só a idade trás).

O rock new age com outras influencias estranhas da estréia com Swoon (1984), não obteve o esperado, apesar de ser um bom álbum. Diferentemente de Steve McQueen (considerado uma referência ao curtidores) que alcançou boas vendas, inclusive com LP lançado por esses lados. 
O disco é basicamente composto por canções pós punk acentuadas com rockbilly e pop, a grosso modo é isso, uma especie de The Smiths menos depressivo.
Sem procurar tanto, encontramos algumas pérolas como Faron Young, (interessante country rock pop). A semi- acústica Bonny, canção que mostra porque eles são tão adorados na terra natal. Alem da bela Moving The River.
A cereja do bolo fica com Appetite, essa, a mescla perfeita do soft rock inglês, daquelas que você pergunta: meus Deus como não ouvi isso antes ?.
Para encurtar o caminho de quem quer conhecer melhor o Prefab Sprout, vale conferir os hits de trabalhos posteriores, como as maravilhosas Cars and Girls, Looking for Atlantis e Wild Horses.


Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Compartilhe:

Comente: