Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Unbreakable (2004)

Álbum de Scorpions

Acessos: 538


Voltando aos trilhos

Por: André Luiz Paiz

15/08/2019

Após o frustrante "Eye II Eye" e com a banda cada vez mais mergulhada na moda do rádio, o Scorpions vinha faturando horrores com os seus "Moment Of Glory" e "Acoustica", extremamente acessíveis ao público em geral. Já nós, órfãos da fase dourada, seguíamos na esperança, até que enxergássemos uma luz no fim do túnel.

Durante as turnês anteriores, a banda começou a dedicar alguns momentos, enquanto transitavam de uma localização para a outra, para discutir o direcionamento e começar a compôr para um novo álbum. Pra nossa sorte, optaram por voltar ao hard rock tradicional de outrora. Assim, recrutaram novamente Erwin Musper, que produzira o álbum "Pure Instinct". Além disso, Ralph Rieckermann resolveu deixar o grupo após 10 anos, dando lugar ao polonês Pawel Maciwoda no baixo. Pouco antes, a banda já buscava por novos ares, ao gravar duas novas faixas com o produtor Dieter Dierks, "Bad for Good" e "Cause I Love You", para a coletânea "Bad for Good: The Very Best of Scorpions".

Para enfim aliviar a ansiedade, em 2004 foi lançado "Unbreakable". A abertura com "New Generation" demonstra claramente que a banda iniciava um novo trajeto. Pesada e séria, mostrando o desejo da banda em retornar às suas origens. "Love 'em Or Leave 'em" também funcionou muito bem, com destaque para os vocais de Klaus.
Uma impressão interessante que tive nas primeiras audições, é que este disco não seria algo impactante, pois, após as primeiras duas faixas, as coisas ficam um pouco sem graça e com pouco destaque. Por sorte a minha, a segunda metade consegue superar a primeira e elevar um pouco mais o nível. Já com "Someday Is Now" é possível sentir um pouco daquela energia antiga da banda. O mesmo acontece com "My City, My Town" e "Through My Eyes". "Can You Feel It" também vai bem, com um refrão mais Glam. Por fim, a bônus "Remember the Good Times (Retro Garage Mix)" também ficou legal. Como não poderia faltar, as baladas "Maybe I Maybe You" e "She Said" trazem o selo de qualidade do Scorpions, embora sejam um pouco melancólicas demais.

Estamos falando de um álbum importante na carreira da banda. Não pela qualidade musical, pois parece bastante uma banda tentando se reencontrar, mas sim por demonstrar esta intenção, de voltar a ser o que era. "Humanity: Hour I", álbum seguinte, mostra claramente como a banda acertou em sua decisão.

O principal fator de "Unbreakable" é que o Scorpions voltou, e desta vez para ficar.

As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor


Compartilhar

Comentar via Facebook

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.
Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito e aberto para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.