Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Now! (2019)

Álbum de Roulette

Acessos: 336


Buscando seu lugar ao sol

Autor: Diógenes Ferreira

28/04/2019

A história do Roulette é curiosa, uma banda sueca que surgiu nos anos 80 em meio ao sucesso de nomes como Europe e Treat, que colocavam o rock sueco no mapa naquele período e não obstante, era o objetivo do Roulette também beber dessa fonte e ter seu lugar ao sol. Porém, chegaram a gravar somente dois singles na época, entre 1986 e 1989, logo depois encerrando as atividades. Somente em 2008 a banda se reuniu e finalmente lançou seu full-length “Better Late Than Never” (Antes tarde do que nunca), que trazia as antigas composições do início de carreira na roupagem atual e saindo de forma oficial. Embora o sucesso ainda não tenha vindo como esperado, a banda chamou a atenção pela qualidade de suas músicas e agora em 2019 retorna com seu segundo álbum ‘Now!’

O álbum começa com “Never Enough” com um refrão alto astral e numa linha meio Gotthard, seguido de “Keep On Dreaming” com sonoridade próxima do Sunstorm de Joe Lynn Turner. “Soldiers of Love” traz um hard parecido com o Thunder, posteriormente com “We Can Make It” trazendo influências de Bon Jovi. “Secret Room” é a balada do álbum repleta de emoção e arranjos sinfônicos para dar um tom especial. “Better Day” emplaca o título de música mais ‘chiclete’ do disco, com um refrão que você sai cantarolando por aí, seguida de “Turn It Around” que nos remete ao som atual de bandas como H.E.A.T. e “The Only Way” traz um riff bem sacado a la Giant/Van Halen que faz a alegria dos mais nostálgicos, além de trazer teclados bem encaixados no refrão. “Another Night” passeia pelo AOR oitentista com propriedade, enquanto que “Right By Your Side” se encarrega de fechar o disco de maneira melódica e positiva.

No geral, um excelente disco que pega facilmente e quando você percebe já está ouvindo várias vezes e que pode até figurar entre os melhores lançados no ano até então. Se você curte Hard/Melodic/Aor e não conhece o trabalho desses batalhadores do Roulette, dê uma chance aos caras e ouça esse disco, sem pretensão, apenas sabendo que quanto mais você escuta o álbum, mais vai gostando do disco e da banda.

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Compartilhe:

Comente: