Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Flying High (2017)

Álbum de Adellaide

Acessos: 422


Um excelente cartão de visitas!

Autor: Diógenes Ferreira

29/03/2019

Vindo já de um EP, a banda Adellaide em 2017 nos presenteou com um dos melhores álbuns daquele ano. Naquele momento formada por Daniel Vargas (vocal), Ale Nammur (Guitar), Claudio Nammur (Drums), Cadu Yamazaki (Bass), Leandro Freitas (Keyboards), lançaram seu 'full length' Flying High, um disco pegajoso, com melodias certeiras que agradam em cheio amantes de bandas como Care of Night, Wild Rose, Lionville entre outras nessa linha AOR/Melodic Rock.

O ouvinte se depara com músicas excepcionais como “Lion’s Den” e seus leves toques progressivos, “Nights in Japan” e suas melodias temáticas orientais com direito a um final apoteótico de sax cheio de classe e bom gosto. “Stone of Truth” e a power ballad “Nothing Will Keep Us Apart” também chamam atenção e pra fechar com chave de ouro a bela “Caroline” que já havia sido gravada pela banda Horyzon, da qual Daniel Vargas fazia parte e que aqui ganhou uma nova roupagem e assinatura da Adellaide. Também vale salientar mais uma excelente produção do Tito Falaschi, que já havia produzido também o EP da Horyzon e também da própria Adellaide e que mais uma vez acertou a mão, deixando o álbum com uma sonoridade limpa, cristalina e coesa fazendo com que a audição seja agradável e de qualidade condizente com o talento dos músicos envolvidos.

Mais um ótimo registro de nossas bandas brasileiras que sempre demonstram que também entendem do riscado quando o assunto é AOR/Melodic Rock e que figurou no meu top 5 de 2017 com muito orgulho.

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Compartilhe:

Comente: