Para os que respiram música assim como nós


Resenha: This Is The Sound (2017)

Álbum de Cellar Darling

Acessos: 177


Melódico, envolvente e sofisticado!

Autor: Vitor Sobreira

29/03/2019

Após a baixa de três integrantes da formação do conhecido grupo de Folk Eluveitie em 2016, os músicos suíços Anne Murphy, Ivo Henzi e Merlin Sutter não perderam tempo, e no mesmo ano formaram o Cellar Darling. Fazendo um som moderno e que pouco se assemelha à antiga banda, apostaram em elementos diversos, como o Progressivo, momentos mais acessíveis – até comerciais – e alguns outros um pouco mais pesados e intrincados, em uma aura mística e misteriosa.

Alguns ‘singles’ foram sendo lançados, no canal do YouTube, até que foi anunciado oficialmente em maio, o lançamento deste debut ‘This is the Sound’, pela Nuclear Blast. Como dito acima, a sonoridade diferenciada, e mesmo complicada de se tentar especificar, chama logo a atenção de quem quer conhecer algo novo e de qualidade, onde o uso do ‘hurdy-gurdy’ (cujo som lembra a fusão entre um violino e uma gaita de foles) dá um toque especial nas 14 trabalhadas composições. A bela arte de capa também chama muito a atenção.

Apesar de não ser uma música ruim, a abertura por conta de “Avalanch” não foi acertada, pois não mostrou o melhor que a banda pode oferecer, além de deixar um gosto amargo e comercial na boca. Mas isso logo é sanado com a ótima “Black Moon” – agraciada com um clipe muito bem feito – mostrando que a proposta dos músicos, é manter a diversidade presente em toda a audição. “Challenge” aborda a veia mais melódica, “The Hermit” surpreende pelos seguintes pontos: começa rápida e cai em um refrão bem cativante, sem mencionar os riffs bastante interessantes. As demais também merecem o devido destaque pelos bons momentos que nos proporcionam nessa verdadeira e curiosa viagem sonora regada a muito ‘feeling’ e uma produção respeitável.

Bom, certamente “This is the Sound” não possuí musicas descartáveis, mas fica naquela de composições muito boas, que apesar da diversificação elaborada, acabam seguindo um certo padrão entre si. Entretanto, por mais extenso que possa ser, a compensação é poder se surpreender com o que cada música nos reserva.

Melódico, envolvente e sofisticado… Enfim, uma ótima estreia! E você, leitor, ficou curioso? Pode ter certeza que vale a pena conferir.

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Compartilhe:

Comente: