Para os que respiram música assim como nós


Resenha: Symbol Of Salvation (1991)

Álbum de Armored Saint

Acessos: 718


Não foi desta vez que me interessei pela banda...

Por: Vitor Sobreira

29/03/2019

O Armored Saint chegava aos anos 90 prestes a contabilizar dez anos de carreira, mas antes disso lançou o seu quarto full length ‘Symbol of Salvation’ em maio de 1991, iniciando uma duradoura parceria com a Metal Blade Records após sair do cast da Chrysalis.

Com treze faixas distribuídas por quase uma hora de Heavy Metal estadunidense, John Bush (vocal e backing vocal), Jeff Duncan (guitarra e backing vocal), Phil Sandoval (guitarra), Joey Vera (baixo e backing vocal) e Gonzo (bateria e percussão) liberaram o que seria o seu último trabalho por cerca de nove anos, até o retorno com a compilação ‘1983-2000 – Armored & Dangerous’ e o álbum ‘Revelation’, ambos do ano 2000.

As letras ficaram, em sua grande maioria, sob responsabilidade do vocalista John Bush, que não se preocupou em seguir algum tema específico. Por sua vez, o lado instrumental foi composto pelos demais músicos, mas tendo sido a maior parte deixada pelo jovem guitarrista David Prichard, falecido no ano anterior, em decorrência da leucemia. Merecidamente, ‘Symbol of Salvation’ foi dedicado à sua memória.

Como eu já escrevi em outra oportunidade, este quadro Cronologia, da Roadie Metal, por vezes é um desafio (quase) sempre agradável, pois permite que nós, redatores, conheçamos trabalhos que nunca tivemos a oportunidade ou interesse de descobrir. Contudo, cá estou eu frente a frente pela primeira vez com um álbum do Armored Saint – mesmo tendo conhecido o seu nome há mais de dez anos…

A década de 90 já havia começado, e talvez muitos sequer sonhariam que o cenário do Metal e do Rock iria mudar bruscamente dentro de poucos anos. Entretanto, ainda no começo daqueles anos, bandas de Hard Rock ainda tinham seu espaço e  sempre surgindo novas. Com o Heavy Metal não foi diferente, muito embora tudo estivesse passando por constantes evoluções, com a adição de novos elementos, fusões entre estilos e por aí vai. O Armored Saint havia acabado de perder um de seus fundadores e principal compositor, e o último álbum havia saido em 1988. Como encarar o que estava por vir? O jeito seria seguir em frente da melhor maneira possível.

O que o ouvinte presenciará em ‘Symbol of Salvation’ é um Heavy Metal direto e com riffs bem fortes, mas ao mesmo tempo parece ter carecido de algo a mais – não sei se pela banda ainda estar sentindo com a perda de Prichard, ou algum possível desgaste por conta desse motivo. Mas, é fato que só lançariam algo novo apenas anos depois. 

Um pouco de diversidade também não cairia mal, para afastar o fantasma de um álbum que soa cansativo em alguns momentos, mas muito bem executado, verdade seja dita. Acredito que um bom trabalho de Heavy Metal tenha a “obrigação” de contar com algumas faixas mais rápidas – algo aplicado discretamente aqui e ali, mas com mais presença no encerramento “Spineless”.

Logicamente já tinha ouvido John Bush cantando alguma música no Anthrax, mas é fácil de confirmar que apesar de cantar bem, é um daqueles vocalistas que nunca me chamaram a atenção – juntamente com o tal “Ripper” Owens.  

Caríssimo leitor, o que eu lhe estimo é que ouça o disco e tire suas próprias conclusões, caso ainda não o tenha feito. Com todo respeito a David Prichard – que descanse em paz – e aos demais músicos, eis uma audição que passo.

As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor


Compartilhar

Comentar via Facebook

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.
Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito e aberto para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.