Para os que respiram música assim como nós


Resenha: The Spell (2019)

Álbum de Cellar Darling

Acessos: 188


Se continuarem assim, vão longe!

Autor: João Paulo

27/03/2019

Anna Murphy, Ivo Henzi, Merlin Sutter (todos ex-Eluveitie) saíram de sua antiga banda, meteram as caras em um novo projeto, e, com certeza, estão colhendo excelentes frutos dessa decisão. 

Após o já muito bem recebido - não só pelos críticos, mas também pelo público - This Is The Sound, de 2017, os suíços lançaram na última sexta feira, dia 22, seu segundo full-lenght, The Spell, após a liberação de alguns singles que vieram a ser disponibilizados desde Novembro de 2018. 

The Spell é um disco conceitual, que se propõe a contar um conto de fadas sombrio para a era moderna, relatando a trajetória de uma menina sem nome, que nasce em um mundo de dor e danos infligidos pelos humanos que a habitam. Em busca do sentido da vida ela se apaixona pela personificação da morte, dando lugar a um fim ambíguo que deixa os ouvintes com dúvidas na mente. 

Quanto a sonoridade, dessa vez existe uma crescente no peso dos riffs de Ivo Henzi, muito mais progressividade que seu antecessor, carregado de emoções, e devo destacar cada movimento de Anna Murphy aqui, seja por sua voz angelical - que eu sempre achei semelhante a voz de Anneke Van Giersbergen - ou seja pelo incrível trabalho que ela executa em seu hurdy-gurdy, e em suas flautas, o que já é uma característica indispensável nos trabalhos que envolvem a mesma. O álbum todo é digno de atenção, mas faixas como Pain, Death, The Spell, Insomnia e Drown foram algumas que tiveram um impacto maior nos meus ouvidos, o equilíbrio entre peso, melodia, elementos folk e carga emocional fazem de The Spell um dos grandes lançamentos de 2019. Tinha que ter as mãos de Jens Bogren envolvidas mesmo! 

Ano passado passaram por nossas terras, ao lado da banda Therion, infelizmente não foi possível conferir de perto, mas, espero que voltem em breve, uma turnê divulgando esse belo trabalho será muito bem vinda. 

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Compartilhe:

Comente: