Bem-vindo ao 80 Minutos

Nós amamos música e adoramos compartilhar nossas avaliações sobre os álbuns de nossas bandas favoritas.

  • Últimos Álbuns Votados de Edison's Children
  • Album Cover
    In The Last Waking Moments...

    4 Por: André Luiz Paiz

Resenha: Edison's Children - In The Last Waking Moments... (2011)

Por: André Luiz Paiz

Acessos: 103

Compartilhar:

Facebook Twitter
User Photo
Album Cover
Uma jornada interessante junto ao simples e o complexo
4
24/01/2019

O projeto Edison’s Children surgiu tendo à frente os músicos Pete Trewavas (Marillion, Transatlantic e Kino) e Eric Blackwood. Com uma proposta de fazer música sem qualquer restrição, recorreram apenas à criatividade para criar um trabalho de estreia extremamente interessante.

Como é possível que um disco seja simples e complexo ao mesmo tempo? Vamos lá, vou tentar explicar o que quero dizer. Primeiro, o complexo está na estrutura e direcionamento das músicas, principalmente na parte instrumental. É possível notar logo na primeira audição de que este não é um álbum fácil e acessível. Temos climas sombrios, passagens experimentais e desafiadoras. O lado simples está nas melodias e com foco na repetição dos temas para assimilação do ouvinte. Enquanto o instrumental se aventura por nuvens sombrias, as melodias trazem equilíbrio para que você não desista do desafio. Afirmo veementemente que deu certo!

Pete Trewavas disse em entrevista, que foi colocado muito esforço neste trabalho e eles pedem em troca apenas que o ouvinte se dedique a ele. Aqui há influências claras de Pink Floyd e King Crimson, porém é possível comparar a sonoridade com o Porcupine Tree em vários momentos, principalmente em relação à repetição dos temas. A parte lírica não é conceitual, embora todas as músicas são abertas à interpretação, misturando a introspecção com um pouco de sci-fi.

Um detalhe legal deste disco de estreia, é que Pete trouxe o Marillion inteiro para contribuir em algumas faixas, fator que certamente é destaque. A produção é ótima e até conseguiram chamar a atenção com um hit, a faixa “A Million Miles Away (I Wish I Had a Time Machine)”. Algumas músicas também poderão lhe causar estranheza a princípio, principalmente com “Outerspaced” e “The 'Other' Other Dimension”. Mas, em contrapartida, faixas como “Spiraling”, “In The Last Waking Moments...” e a belíssima “The Awakening” cairão rapidamente em seu gosto.

Este é um álbum para colocar os fones, apagar as luzes e ouvir por completo.

Tracklist:

1. Dusk (6:42)
2. Fracture (Fallout of the 1st Kind / The Last Refrain) (5:50)
3. In the First Waking Moments... (0:44)
4. A Million Miles Away (I Wish I Had a Time Machine) (5:01)
5. Fallout (Of the 2nd Kind) (4:55)
6. Outerspaced (3:14)
7. Spiraling (5:01)
8. The "Other" Other Dimension (4:45)
9. Across the Plains (2:26)
10. In the Last Waking Moments... (7:25)
11. Lifeline (3:17)
12. Fallout (Of the 3rd Kind) (4:00)
13. The Awakening (15:33)
14. Fallout (Of the 4th Kind) (1:46)

Músicos:

Pete Trewavas / bass, acoustic & electric (lead & rhythm) guitars, keyboards, drum programming, lead (1,6,8), harmony (4) & backing vocals
Eric Blackwood / lead vocals, bass (1), lead & rhythm guitars, keyboards (2), drum programming (1)

Convidados:

Steve Rothery / lead guitar (7)
Robin Boult / rhythm guitar (10)
Mark Kelly / keyboards (8), backing vocals (13)
Steve Hogarth / backing vocals (13)
Andy Ditchfield / backing vocals (13)
Mandy Delly / backing vocals (13)
Ian Mosley / drums (13) 

Uma jornada interessante junto ao simples e o complexo
4
24/01/2019

O projeto Edison’s Children surgiu tendo à frente os músicos Pete Trewavas (Marillion, Transatlantic e Kino) e Eric Blackwood. Com uma proposta de fazer música sem qualquer restrição, recorreram apenas à criatividade para criar um trabalho de estreia extremamente interessante.

Como é possível que um disco seja simples e complexo ao mesmo tempo? Vamos lá, vou tentar explicar o que quero dizer. Primeiro, o complexo está na estrutura e direcionamento das músicas, principalmente na parte instrumental. É possível notar logo na primeira audição de que este não é um álbum fácil e acessível. Temos climas sombrios, passagens experimentais e desafiadoras. O lado simples está nas melodias e com foco na repetição dos temas para assimilação do ouvinte. Enquanto o instrumental se aventura por nuvens sombrias, as melodias trazem equilíbrio para que você não desista do desafio. Afirmo veementemente que deu certo!

Pete Trewavas disse em entrevista, que foi colocado muito esforço neste trabalho e eles pedem em troca apenas que o ouvinte se dedique a ele. Aqui há influências claras de Pink Floyd e King Crimson, porém é possível comparar a sonoridade com o Porcupine Tree em vários momentos, principalmente em relação à repetição dos temas. A parte lírica não é conceitual, embora todas as músicas são abertas à interpretação, misturando a introspecção com um pouco de sci-fi.

Um detalhe legal deste disco de estreia, é que Pete trouxe o Marillion inteiro para contribuir em algumas faixas, fator que certamente é destaque. A produção é ótima e até conseguiram chamar a atenção com um hit, a faixa “A Million Miles Away (I Wish I Had a Time Machine)”. Algumas músicas também poderão lhe causar estranheza a princípio, principalmente com “Outerspaced” e “The 'Other' Other Dimension”. Mas, em contrapartida, faixas como “Spiraling”, “In The Last Waking Moments...” e a belíssima “The Awakening” cairão rapidamente em seu gosto.

Este é um álbum para colocar os fones, apagar as luzes e ouvir por completo.

Tracklist:

1. Dusk (6:42)
2. Fracture (Fallout of the 1st Kind / The Last Refrain) (5:50)
3. In the First Waking Moments... (0:44)
4. A Million Miles Away (I Wish I Had a Time Machine) (5:01)
5. Fallout (Of the 2nd Kind) (4:55)
6. Outerspaced (3:14)
7. Spiraling (5:01)
8. The "Other" Other Dimension (4:45)
9. Across the Plains (2:26)
10. In the Last Waking Moments... (7:25)
11. Lifeline (3:17)
12. Fallout (Of the 3rd Kind) (4:00)
13. The Awakening (15:33)
14. Fallout (Of the 4th Kind) (1:46)

Músicos:

Pete Trewavas / bass, acoustic & electric (lead & rhythm) guitars, keyboards, drum programming, lead (1,6,8), harmony (4) & backing vocals
Eric Blackwood / lead vocals, bass (1), lead & rhythm guitars, keyboards (2), drum programming (1)

Convidados:

Steve Rothery / lead guitar (7)
Robin Boult / rhythm guitar (10)
Mark Kelly / keyboards (8), backing vocals (13)
Steve Hogarth / backing vocals (13)
Andy Ditchfield / backing vocals (13)
Mandy Delly / backing vocals (13)
Ian Mosley / drums (13) 

Sample photo

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Quer Mais?

Veja as nossas recomendações:

Album Cover

Locanda Delle Fate - Forse Le Lucciole Non Si Amano Più (1977)

Obcecados pela criação de melodias incrivelmente lindas.
4.5
Por: Tiago Meneses
02/11/2017
Album Cover

Magma - 1001° Centigrades (1971)

Requintado, viciante, ritmicamente forte, jazzístico e cheio de complexidade.
5
Por: Tiago Meneses
09/08/2018
Album Cover

Eloy - Ocean (1977)

Uma obra-prima e de fácil acesso a qualquer ouvido.
5
Por: Tiago Meneses
14/10/2017