Bem-vindo ao 80 Minutos

Nós amamos música e adoramos compartilhar nossas avaliações sobre os álbuns de nossas bandas favoritas.

  • Últimas Notas de With Bare Hands

Resenha: Mindflow - With Bare Hands (2011)

Por: João Paulo

Acessos: 56

Compartilhar:

Facebook Twitter Google +
User Photo
Album Cover
Uma união impecável de Destructive Device e 365.
5
08/11/2018

Mindflow, uma banda que me deixa muitas saudades! 

Para os que talvez não saibam, a Mindflow foi uma das grandes bandas de metal progressivo que tivemos no país, especificamente de São Paulo, entre os anos de 2003-2012 mais ou menos, mas, nem poderia afirmar um verdadeiro fim, afinal a última novidade dos caras apareceu em 2016, quando eles divulgaram a música "I Will Rescue You" no aplicativo Soundcloud.

E se você que está lendo essa resenha, não conhece, ou talvez pense que não conhece, saibam que eles foram fenômenos do aplicativo Guitar Flash, com as músicas "Breakthrough", "Under An Alias" e "Destructive Device", aliás essa última citada faz parte do Rock Band 3, disponível para consoles XBox 360 e Playstation 3. 

Conheço pessoas que conhecem a banda justamente por causa do Guitar Flash!

"With Bare Hands" na realidade se trata de uma coletânea muito bem feita de ótimas faixas dos 2 últimos lançamentos de inéditas da Minflow, os discos, "Destructive Device" e "365". Sendo que as faixas: Break Me Out, Reset the Future, Walking Tall, With Bare Hands, Corrupted, Shuffle up and Deal, Thrust into this Game, The Ride e Instinct, fazem parte do álbum "365" lançado em 2010, e as faixas: Breakthrough, Under An Alias, Lethal, Destructive Device e Fragile State of Peace, fazem parte do álbum "Destructive Device", lançado em 2008.

Eu diria que é um ótimo disco até mesmo para apresentar a banda, embora a banda tenha mais 2 bons discos na carreira, o "Just the Two Of Us... Me and Them", de 2004, e o "Mind Over Body", de 2006, foi em "Destructive Device" que a banda realmente cresceu e apareceu, e trouxe uma sonoridade muito bem trabalhada, com influências que vão de Tool á Dream Theater, peso, melodia, momentos calmos e agressivos na mesma música, aliás, temos a participação de Victor Rodrigues (ex-Torture Squad) em algumas faixas de "Destructive Device", e que também estão aqui em "With Bare Hands", quando notar alguns guturais, saiba que é ele.

Já em sua maioria, temos faixas do disco "365", que traz uma Mindflow ainda mais amadurecida, um pouco mais direta, não com tantas mudanças de tempo e quebras, o som progressivo estão nelas, mas dá pra perceber uma diferença do que foi apresentado em "Destructive Device", o que não significa perda de qualidade, aliás, arriscaria a dizer que o "365", tem diversos momentos "Breakthrough", que foi a faixa de divulgação do "Destructive Device" e que é uma faixa extremamente comercial, provavelmente a faixa de maior sucesso na carreira dos caras. 

Não irei destacar faixas por que é um disco que eu escuto do começo ao fim, sem pular faixas, e dependendo do momento, escuto mais de uma vez, sequencialmente. 
 
Não sei se a banda acabou, ou não, estão sumidos, mas sei que é uma das melhores bandas que já tivemos por aqui, e os estadunidenses confirmam isso.

Formação atual:
Danilo Hebert (Vocal)
Rodrigo Hidalgo (Guitarras, Backings)
Ricardo Winandy (Baixo)
Rafael Pensado (Bateria, Backings)

 "With Bare Hands"

1. Break Me Out	
2. Reset The Future	
3. Breakthrough	
4. Walking Tall	
5. With Bare Hands	
6. Corrupted
7. Under An Alias	
8. Shuffle Up And Deal	
9. Lethal	
10. Thrust Into This Game	
11. The Ride	
12. Destructive Device	
13. Instinct	
14. Fragile State Of Peace	

Uma união impecável de Destructive Device e 365.
5
08/11/2018

Mindflow, uma banda que me deixa muitas saudades! 

Para os que talvez não saibam, a Mindflow foi uma das grandes bandas de metal progressivo que tivemos no país, especificamente de São Paulo, entre os anos de 2003-2012 mais ou menos, mas, nem poderia afirmar um verdadeiro fim, afinal a última novidade dos caras apareceu em 2016, quando eles divulgaram a música "I Will Rescue You" no aplicativo Soundcloud.

E se você que está lendo essa resenha, não conhece, ou talvez pense que não conhece, saibam que eles foram fenômenos do aplicativo Guitar Flash, com as músicas "Breakthrough", "Under An Alias" e "Destructive Device", aliás essa última citada faz parte do Rock Band 3, disponível para consoles XBox 360 e Playstation 3. 

Conheço pessoas que conhecem a banda justamente por causa do Guitar Flash!

"With Bare Hands" na realidade se trata de uma coletânea muito bem feita de ótimas faixas dos 2 últimos lançamentos de inéditas da Minflow, os discos, "Destructive Device" e "365". Sendo que as faixas: Break Me Out, Reset the Future, Walking Tall, With Bare Hands, Corrupted, Shuffle up and Deal, Thrust into this Game, The Ride e Instinct, fazem parte do álbum "365" lançado em 2010, e as faixas: Breakthrough, Under An Alias, Lethal, Destructive Device e Fragile State of Peace, fazem parte do álbum "Destructive Device", lançado em 2008.

Eu diria que é um ótimo disco até mesmo para apresentar a banda, embora a banda tenha mais 2 bons discos na carreira, o "Just the Two Of Us... Me and Them", de 2004, e o "Mind Over Body", de 2006, foi em "Destructive Device" que a banda realmente cresceu e apareceu, e trouxe uma sonoridade muito bem trabalhada, com influências que vão de Tool á Dream Theater, peso, melodia, momentos calmos e agressivos na mesma música, aliás, temos a participação de Victor Rodrigues (ex-Torture Squad) em algumas faixas de "Destructive Device", e que também estão aqui em "With Bare Hands", quando notar alguns guturais, saiba que é ele.

Já em sua maioria, temos faixas do disco "365", que traz uma Mindflow ainda mais amadurecida, um pouco mais direta, não com tantas mudanças de tempo e quebras, o som progressivo estão nelas, mas dá pra perceber uma diferença do que foi apresentado em "Destructive Device", o que não significa perda de qualidade, aliás, arriscaria a dizer que o "365", tem diversos momentos "Breakthrough", que foi a faixa de divulgação do "Destructive Device" e que é uma faixa extremamente comercial, provavelmente a faixa de maior sucesso na carreira dos caras. 

Não irei destacar faixas por que é um disco que eu escuto do começo ao fim, sem pular faixas, e dependendo do momento, escuto mais de uma vez, sequencialmente. 
 
Não sei se a banda acabou, ou não, estão sumidos, mas sei que é uma das melhores bandas que já tivemos por aqui, e os estadunidenses confirmam isso.

Formação atual:
Danilo Hebert (Vocal)
Rodrigo Hidalgo (Guitarras, Backings)
Ricardo Winandy (Baixo)
Rafael Pensado (Bateria, Backings)

 "With Bare Hands"

1. Break Me Out	
2. Reset The Future	
3. Breakthrough	
4. Walking Tall	
5. With Bare Hands	
6. Corrupted
7. Under An Alias	
8. Shuffle Up And Deal	
9. Lethal	
10. Thrust Into This Game	
11. The Ride	
12. Destructive Device	
13. Instinct	
14. Fragile State Of Peace	

Sample photo

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Quer Mais?

Veja as nossas recomendações:

Album Cover

Michael Romeo - War Of The Worlds - Part 1 (2018)

Fãs de Symphony X não ficarão decepcionados
4.5
Por: André Luiz Paiz
26/09/2018
Album Cover

The Gentle Storm - The Diary (2015)

Sentimental e cativante
4
Por: André Luiz Paiz
14/09/2018
Album Cover

Royal Hunt - Cast In Stone (2018)

O Royal Hunt retorna vivo e pulsante
4.5
Por: André Luiz Paiz
14/05/2018