Bem-vindo ao 80 Minutos

Nós amamos música e adoramos compartilhar nossas avaliações sobre os álbuns de nossas bandas favoritas.

Resenha: Metal Church - Metal Church (1984)

Por: Fábio Arthur

Acessos: 67

Compartilhar:

Facebook Twitter Google +
User Photo
Album Cover
Excelente início
5
01/11/2018

Metal Church, o nome curioso veio dos encontros para as salas de ensaios, aonde os jovens se amontoavam para verem a banda tocar. No mais o grupo ainda almejava um contrato. 

O álbum foi lançado em 1984 pela Ground Zero e em 1985 pela Elektra. Assim, com produção do grupo e de Terry Date, o debut veio com o título sendo o mesmo nome da banda: "Metal Church". Nada mais digno e chamativo. 

A banda pratica Speed/Thrash e, para sua estreia, mandou uma cover do Deep Purple, a faixa "Highway Star", que não ficou tão boa assim, mas, o conteúdo de linhagem própria, esse sim fez o diferencial.

As faixas são dotadas de riffs muito criativos e com uma linha de bateria muito firme. O som do grupo remete aos anos 80, com qualidade.

David Wayne (R.I.P.) traz um vocal muito seguro no álbum, sua voz transita entre os drives e o melódico e lembra um pouco uma linha Accept e/ou Exodus. 

"Beyond the Black" inicia o disco de forma fantástica, chamando a atenção para sua introdução mais cadenciada e que se funde com um balanço forte quando as linhas vocais são inseridas. "Metal Church" vem em seguida e mostra ser digna de nota também. Enfim, o disco segue pontuando ótimas faixas e mesclando como já citado, as vertentes do speed e do thrash. Prova disso são as canções "Gods of Wrath", que remete em uma faixa fenomenal, meio balada e que já nasceu clássica, e " Hitman", pauleira certeira. Um disco muito bom de ouvir e que marcou a história da música pesada.

Excelente início
5
01/11/2018

Metal Church, o nome curioso veio dos encontros para as salas de ensaios, aonde os jovens se amontoavam para verem a banda tocar. No mais o grupo ainda almejava um contrato. 

O álbum foi lançado em 1984 pela Ground Zero e em 1985 pela Elektra. Assim, com produção do grupo e de Terry Date, o debut veio com o título sendo o mesmo nome da banda: "Metal Church". Nada mais digno e chamativo. 

A banda pratica Speed/Thrash e, para sua estreia, mandou uma cover do Deep Purple, a faixa "Highway Star", que não ficou tão boa assim, mas, o conteúdo de linhagem própria, esse sim fez o diferencial.

As faixas são dotadas de riffs muito criativos e com uma linha de bateria muito firme. O som do grupo remete aos anos 80, com qualidade.

David Wayne (R.I.P.) traz um vocal muito seguro no álbum, sua voz transita entre os drives e o melódico e lembra um pouco uma linha Accept e/ou Exodus. 

"Beyond the Black" inicia o disco de forma fantástica, chamando a atenção para sua introdução mais cadenciada e que se funde com um balanço forte quando as linhas vocais são inseridas. "Metal Church" vem em seguida e mostra ser digna de nota também. Enfim, o disco segue pontuando ótimas faixas e mesclando como já citado, as vertentes do speed e do thrash. Prova disso são as canções "Gods of Wrath", que remete em uma faixa fenomenal, meio balada e que já nasceu clássica, e " Hitman", pauleira certeira. Um disco muito bom de ouvir e que marcou a história da música pesada.

Sample photo

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Quer Mais?

Veja as nossas recomendações:

Album Cover

Pretty Maids - Pandemonium (2010)

Retorno em grande estilo
4.5
Por: Jeferson Barbosa
14/11/2018
Album Cover

Kamelot - The Shadow Theory (2018)

Mesma fórmula, porém, com a mesma alta qualidade de sempre!
5
Por: João Paulo
23/10/2018
Album Cover

Running Wild - Death Or Glory (1989)

Os piratas do Metal em grande forma!
4
Por: Tarcisio Lucas
18/10/2018