Bem-vindo ao 80 Minutos

Nós amamos música e adoramos compartilhar nossas avaliações sobre os álbuns de nossas bandas favoritas.

  • Últimos Álbuns Votados de Emerson, Lake And Powell
  • Album Cover
    Emerson, Lake and Powell

    3 Por: Marcel Z. Dio

Resenha: Emerson, Lake And Powell - Emerson, Lake and Powell (1986)

Por: Marcel Z. Dio

Acessos: 271

Compartilhar:

Facebook Twitter
User Photo
Album Cover
Um ícone progressivo em um breve respiro nos anos 80
3
28/07/2018

O super grupo viveu tempos de gloria na primeira metade dos anos setenta. Shows teatrais, brigas, músicas intermináveis e toda a megalomania oriunda dos astros do rock, fizeram a cabeça dos fãs, é ... foi bom enquanto durou !
E o fim começou com o "abacaxi" conhecido como Love Beach (1978) lançado apenas para cumprir contrato com a gravadora, e ali terminava a saga do trio. 
Eis que em 1985 a vontade ou o dinheiro falaram mais alto e a dupla Greg Lake / Keith Emerson decidiram voltar. O esperto Carl Palmer não entrou na barca furada e recusou o convite permanecendo no Asia.
A segunda opção para o novo cargo era Bill Bruford, e assim como Palmer, o baterista pulou fora, deixando a vaga para o rodado Cozy Powell, que alem de ótimo musico, ainda tinha um nome que rimava no final.

O trabalho auto intitulado ficou apelidado de Score, pois a faixa de abertura realmente fez muito sucesso, servindo de trilha para programas esportivos e coisas do tipo.
O som emulava os bons momentos da década passada, numa espécie de Fanfare For The Common Man repaginada.

Learning to Fly pegava mais leve, o acento pop rock encadeava a boa canção, seguindo a linha AOR proveniente da época. 

Outra faixa de destaque foi Miracle, um pop sem firulas que  mantinha a linearidade, com muitos efeitos de string nos teclados e uma bateria forte e marcada de Cozy.

O single Touch Go abriu espaço até na MTV, reparem que as frases de Keith Emerson possuem o mesmo timbre seco de "brass" (aquele lance meio sanfonado) deixando as coisas com o ar démodé dos anos 70. No mais, Touch Go é mediana, assim como a parelha Love Blind.

O suave jazz pop de Step Aside é uma das minhas preferidas,   e mostra toda a abrangência sonora do trio, um trabalho bem fora dos padrões da banda e que funcionou bem.

The Loco-Motion é um cover de Little Eva, que foi sucesso na mão do Grand Funk em 1974. O trio descaracterizou a obra dando ênfase aos teclados e estragou a música sem piedade !! ainda por cima deixou os vocais de fora.
Observando que a trilha entrou somente como bônus.

A versão de Mars the Brings of War do compositor inglês Gustav Holst, perdeu a aura caótica e sinistra após a introdução marchada, até a parte inicial o trio foi perfeito, após o feito, o que observamos é um festival de cafonice prog nos teclados de Keith Emerson.

Com alguns escorregões aqui e acolá, o disco homônimo ainda vale a audição. A nova fase infelizmente durou pouco, apenas um disco e uma turnê. Pelo menos os fãs puderam matar a saudade após um hiato de oito anos.

Um ícone progressivo em um breve respiro nos anos 80
3
28/07/2018

O super grupo viveu tempos de gloria na primeira metade dos anos setenta. Shows teatrais, brigas, músicas intermináveis e toda a megalomania oriunda dos astros do rock, fizeram a cabeça dos fãs, é ... foi bom enquanto durou !
E o fim começou com o "abacaxi" conhecido como Love Beach (1978) lançado apenas para cumprir contrato com a gravadora, e ali terminava a saga do trio. 
Eis que em 1985 a vontade ou o dinheiro falaram mais alto e a dupla Greg Lake / Keith Emerson decidiram voltar. O esperto Carl Palmer não entrou na barca furada e recusou o convite permanecendo no Asia.
A segunda opção para o novo cargo era Bill Bruford, e assim como Palmer, o baterista pulou fora, deixando a vaga para o rodado Cozy Powell, que alem de ótimo musico, ainda tinha um nome que rimava no final.

O trabalho auto intitulado ficou apelidado de Score, pois a faixa de abertura realmente fez muito sucesso, servindo de trilha para programas esportivos e coisas do tipo.
O som emulava os bons momentos da década passada, numa espécie de Fanfare For The Common Man repaginada.

Learning to Fly pegava mais leve, o acento pop rock encadeava a boa canção, seguindo a linha AOR proveniente da época. 

Outra faixa de destaque foi Miracle, um pop sem firulas que  mantinha a linearidade, com muitos efeitos de string nos teclados e uma bateria forte e marcada de Cozy.

O single Touch Go abriu espaço até na MTV, reparem que as frases de Keith Emerson possuem o mesmo timbre seco de "brass" (aquele lance meio sanfonado) deixando as coisas com o ar démodé dos anos 70. No mais, Touch Go é mediana, assim como a parelha Love Blind.

O suave jazz pop de Step Aside é uma das minhas preferidas,   e mostra toda a abrangência sonora do trio, um trabalho bem fora dos padrões da banda e que funcionou bem.

The Loco-Motion é um cover de Little Eva, que foi sucesso na mão do Grand Funk em 1974. O trio descaracterizou a obra dando ênfase aos teclados e estragou a música sem piedade !! ainda por cima deixou os vocais de fora.
Observando que a trilha entrou somente como bônus.

A versão de Mars the Brings of War do compositor inglês Gustav Holst, perdeu a aura caótica e sinistra após a introdução marchada, até a parte inicial o trio foi perfeito, após o feito, o que observamos é um festival de cafonice prog nos teclados de Keith Emerson.

Com alguns escorregões aqui e acolá, o disco homônimo ainda vale a audição. A nova fase infelizmente durou pouco, apenas um disco e uma turnê. Pelo menos os fãs puderam matar a saudade após um hiato de oito anos.

Sample photo

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Quer Mais?

Veja as nossas recomendações:

Album Cover

Asia - Asia (1982)

O pop rock progressivo do Asia que liderou as paradas
4
Por: André Luiz Paiz
19/09/2017
Album Cover

Pink Floyd - Wish You Were Here (1975)

Um disco de abordagem apaixonada e praticamente inexplicável em palavras.
5
Por: Tiago Meneses
27/06/2018
Album Cover

Rush - A Farewell To Kings (1977)

Uma mistura de ótimos riffs metálicos com pinceladas pop e progressiva.
5
Por: Tiago Meneses
21/04/2018