Bem-vindo ao 80 Minutos

Nós amamos música e adoramos compartilhar nossas avaliações sobre os álbuns de nossas bandas favoritas.

Resenha: King Diamond - "Them" (1988)

Por: André Luiz Paiz

Acessos: 286

Compartilhar:

Facebook Twitter
User Photo
Album Cover
King Diamond em uma de suas melhores histórias
4.5
22/12/2017

Em 1988, apenas um ano após o lançamento de um dos maiores clássicos do Heavy Metal, o fantástico “Abigail”, King Diamond viria a nos presentear novamente com: “Them”, mais um registro histórico, também posicionado entre os melhores de sua carreira.

“Them” possui uma história bem macabra, que me impressionou tanto que li e reli as letras várias e várias vezes, acompanhando em conjunto com as faixas e ficando cada vez mais fascinado com a qualidade do que é apresentado. Vou tentar relatar uma breve sinopse sem aplicar muitos spoilers.
Basicamente, uma família está ansiosa para receber de volta, a “vovó”, que estava para retornar de férias. Na verdade ela estava mesmo é passando uma temporada em um asilo.
Assim que a querida vovó chega em casa, seu neto King presencia algo estranho em seu quarto durante a noite, em que observa pelo buraco da chave, objetos flutuantes e ouve vozes estranhas originadas por seres invisíveis, também descritos como “Amon” ou “The Invisible Guests”. Assim que a avó percebe a sua presença, a porta se abre e King é escolhido como uma espécie de aliado de suas maldades. Após este primeiro encontro, primeiro a mãe e depois a irmã Missy são afetadas, até que King se vê disposto a confrontar a avó.
E agora? Qual será a conclusão da história? O que posso dizer é: vale a pena conferir.

Musicalmente falando, a temática do álbum segue o caminho trilhado inicialmente com “Abigail”, com faixas pesadas como: “Welcome Home”, que possui vídeo oficial, “The Invisible Guests” e a macabra “Bye, Bye Missy”. Do lado melódico, temos “Mother's Getting Weaker” e “Tea”, esta última uma das melhores faixas que King Diamond já compôs. “The Accusation Chair” é um dos destaques também, pois relata o encontro de King com a avó após livrar-se da maldição. Uma faixa para balançar a cabeça.
Gostaria de destacar também as faixas “Them”, “Comming Home” e a bônus “Phone Call”. São faixas curtas com diálogos de arrepiar a espinha dorsal.

“Them” só possui uma falha, que é a produção. Infelizmente o resultado não foi tão bom quanto “Abigail”. Inclusive, é possível ter uma má impressão assim que a primeira audição começa. Lógico que isso é sobreposto quase que de imediato com a qualidade das faixas, mas é sim um ponto negativo.

E para quem não gosta dos falsetes mais agudos de King Diamond, dê mais uma chance, pois não irá se arrepender. Pegue as letras, acompanhe a história e se impressione.

King Diamond em uma de suas melhores histórias
4.5
22/12/2017

Em 1988, apenas um ano após o lançamento de um dos maiores clássicos do Heavy Metal, o fantástico “Abigail”, King Diamond viria a nos presentear novamente com: “Them”, mais um registro histórico, também posicionado entre os melhores de sua carreira.

“Them” possui uma história bem macabra, que me impressionou tanto que li e reli as letras várias e várias vezes, acompanhando em conjunto com as faixas e ficando cada vez mais fascinado com a qualidade do que é apresentado. Vou tentar relatar uma breve sinopse sem aplicar muitos spoilers.
Basicamente, uma família está ansiosa para receber de volta, a “vovó”, que estava para retornar de férias. Na verdade ela estava mesmo é passando uma temporada em um asilo.
Assim que a querida vovó chega em casa, seu neto King presencia algo estranho em seu quarto durante a noite, em que observa pelo buraco da chave, objetos flutuantes e ouve vozes estranhas originadas por seres invisíveis, também descritos como “Amon” ou “The Invisible Guests”. Assim que a avó percebe a sua presença, a porta se abre e King é escolhido como uma espécie de aliado de suas maldades. Após este primeiro encontro, primeiro a mãe e depois a irmã Missy são afetadas, até que King se vê disposto a confrontar a avó.
E agora? Qual será a conclusão da história? O que posso dizer é: vale a pena conferir.

Musicalmente falando, a temática do álbum segue o caminho trilhado inicialmente com “Abigail”, com faixas pesadas como: “Welcome Home”, que possui vídeo oficial, “The Invisible Guests” e a macabra “Bye, Bye Missy”. Do lado melódico, temos “Mother's Getting Weaker” e “Tea”, esta última uma das melhores faixas que King Diamond já compôs. “The Accusation Chair” é um dos destaques também, pois relata o encontro de King com a avó após livrar-se da maldição. Uma faixa para balançar a cabeça.
Gostaria de destacar também as faixas “Them”, “Comming Home” e a bônus “Phone Call”. São faixas curtas com diálogos de arrepiar a espinha dorsal.

“Them” só possui uma falha, que é a produção. Infelizmente o resultado não foi tão bom quanto “Abigail”. Inclusive, é possível ter uma má impressão assim que a primeira audição começa. Lógico que isso é sobreposto quase que de imediato com a qualidade das faixas, mas é sim um ponto negativo.

E para quem não gosta dos falsetes mais agudos de King Diamond, dê mais uma chance, pois não irá se arrepender. Pegue as letras, acompanhe a história e se impressione.

Sample photo

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Mais Resenhas de King Diamond

Album Cover

King Diamond - House Of God (2000)

A Casa de Deus
4
Por: André Luiz Paiz
11/01/2019
Album Cover

King Diamond - Abigail II: The Revenge (2002)

Saiu pela culatra
3.5
Por: André Luiz Paiz
28/01/2019
Album Cover

King Diamond - Fatal Portrait (1986)

O retrato fatal de King Diamond
4
Por: André Luiz Paiz
15/01/2018

Quer Mais?

Veja as nossas recomendações:

Album Cover

Savatage - Handful Of Rain (1994)

Um clássico lançado após uma tragédia
5
Por: André Luiz Paiz
05/10/2017
Album Cover

Iron Maiden - No Prayer For The Dying (1990)

Um trabalho mal aproveitado
2.5
Por: Fábio Arthur
19/10/2018
Album Cover

AC/DC - The Razors Edge (1990)

A navalha do Hard Rock
4
Por: Vitor Sobreira
02/06/2018