Bem-vindo ao 80 Minutos

Nós amamos música e adoramos compartilhar nossas avaliações sobre os álbuns de nossas bandas favoritas.

Resenha: Mark Knopfler - Get Lucky (2009)

Por: André Luiz Paiz

Acessos: 149

Compartilhar:

Facebook Twitter
User Photo
Album Cover
Grande álbum de um mestre das guitarras
4.5
21/08/2017

Difícil Mark Knopfler decepcionar. A mente brilhante por trás dos Dire Straits nos brinda com um álbum magnífico, com composições suaves, melodias cativantes e um timbre de guitarra de arrepiar.

Aqui, Mark segue a linha constante de sua carreira solo, com músicas mais suaves, divididas entre rock, country e blues. Além disso, nada se perde, tudo se encaixa e a experiência é extremamente agradável.

Destaques: Em primeiro lugar, a maravilhosa "The Car Was The One". Em seguida: "Border Reiver", "Monteleone", "Remembrance Day", "Get Lucky" e "Good As Gold". Todas divididas entre momentos melódicos para cantar junto e outros de arrepiar, principalmente quando os falantes emitem o som fantástico das guitarras de Mark.

Desde o lançamento de seu primeiro álbum solo após o fim dos Dire Straits - "Golden Heart", Mark segue em uma crescente, em que cada um dos seus lançamentos possui aprimoramento maior em termos de melodia e composição do que o antecessor. É aquela situação de ver para crer, e confirmar. Segundo ele mesmo, são canções e mais canções que brotam a todo instante e ele quer simplesmente compartilhar conosco. De maneira intimista e discreta, sem a pressão da mídia e da fama.

Recheado de bons momentos, "Get Lucky" é um álbum mais do que recomendado.

Grande álbum de um mestre das guitarras
4.5
21/08/2017

Difícil Mark Knopfler decepcionar. A mente brilhante por trás dos Dire Straits nos brinda com um álbum magnífico, com composições suaves, melodias cativantes e um timbre de guitarra de arrepiar.

Aqui, Mark segue a linha constante de sua carreira solo, com músicas mais suaves, divididas entre rock, country e blues. Além disso, nada se perde, tudo se encaixa e a experiência é extremamente agradável.

Destaques: Em primeiro lugar, a maravilhosa "The Car Was The One". Em seguida: "Border Reiver", "Monteleone", "Remembrance Day", "Get Lucky" e "Good As Gold". Todas divididas entre momentos melódicos para cantar junto e outros de arrepiar, principalmente quando os falantes emitem o som fantástico das guitarras de Mark.

Desde o lançamento de seu primeiro álbum solo após o fim dos Dire Straits - "Golden Heart", Mark segue em uma crescente, em que cada um dos seus lançamentos possui aprimoramento maior em termos de melodia e composição do que o antecessor. É aquela situação de ver para crer, e confirmar. Segundo ele mesmo, são canções e mais canções que brotam a todo instante e ele quer simplesmente compartilhar conosco. De maneira intimista e discreta, sem a pressão da mídia e da fama.

Recheado de bons momentos, "Get Lucky" é um álbum mais do que recomendado.

Sample photo

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Quer Mais?

Veja as nossas recomendações:

Album Cover

Rory Gallagher - Blueprint (1973)

O começo de uma nova fase do guitarrista
4
Por: Tiago Meneses
24/12/2017
Album Cover

André Christovam - Mandinga (1989)

Um tesouro do blues nacional
5
Por: Marcel Z. Dio
06/12/2018
Album Cover

Dire Straits - Alchemy: Dire Straits Live (1984)

A banda em uma noite memorável
5
Por: Tiago Meneses
27/04/2018