Bem-vindo ao 80 Minutos

Nós amamos música e adoramos compartilhar nossas avaliações sobre os álbuns de nossas bandas favoritas.

  • Últimas Notas de Still Crazy After All These Years

Resenha: Paul Simon - Still Crazy After All These Years (1975)

Por: André Luiz Paiz

Acessos: 188

Compartilhar:

Facebook Twitter Google +
User Photo
Album Cover
O brilhantismo de Paul Simon em evidência
4.5
31/10/2017

"Still Crazy After All These Years", lançado em 1975, é o quarto álbum de estúdio deste gênio chamado Paul Simon. Trabalho que emplacou quatro singles e venceu dois prêmios Grammy: melhor álbum e melhor performance vocal pop masculina. O álbum possui uma sonoridade leve e agradável, além de composições com belas melodias. Conta também com a participação de Art Garfunkel, sendo a primeira vez desde 1970. Além dele, também há a participação da cantora Phoebe Snow.

Começando com a faixa-título, o cartão de visitas é um pop suave, com destaque para Paul nos vocais. "Still Crazy After All These Years" é uma bela faixa e já foi gravada por grandes nomes da música como: Ray Charles, Willie Nelson e outros. Assim, dispensa comentários. A passagem de saxofone do meio da canção é maravilhosa e de emocionar o ouvinte.
Seguindo para "My Little Town", temos uma canção com todas as características de Simon And Garfunkel. A combinação das vozes de Paul e Art é algo impressionante. Uma faixa de melodia lindíssima, que inclusive figurou no setlist da turnê de reunião "Old Friends".
Caminhando para "I Do It for Your Love", esta é a minha favorita. Sua melodia suave me encanta. Ouça e aprecie.
Com uma levada nostálgica, "50 Ways to Leave Your Lover" acelera um pouco e nos faz lembrar das canções dos anos 50 e 60.
Encerrando o lado 1 do LP, "Night Game" é mais uma faixa com requintes de Simon And Garfunkel. Belíssima, que nos faz lembrar de "Scarborough Fair".
"Gone at Last" é um dos hits. Conta com a participação Phoebe Snow e esquenta um pouco, acelerando o ritmo. Snow rouba a cena com grande performance.
Como não ser redundante quando o assunto são as canções de Paul Simon? "Some Folks' Lives Roll Easy" nos leva de volta ao estilo da faixa-título, com melodia suave e agradável. Mais um grande momento.
"Have a Good Time" traz Paul cantanto em uma linha um pouco diferente, mais alta. É uma faixa interessante, porém inferior às demais.
Com leves pitadas de jazz, "You're Kind" traz uma estrutura interessante, que agrada os ouvidos e nos faz boa companhia.
Para encerrar: "Silent Eyes", uma balada fantástica, que comprova o merecimento de Paul Simon em vencer o prêmio de melhor performance vocal. Uma faixa marcante, profunda e sentimental.

Para os fãs de um som quase acústico, pop, leve e de qualidade, conhecer a carreira de Paul Simon é quase que uma exigência. Caso seja marinheiro de primeira viagem e queira conhecer sua discografia, "Still Crazy After All These Years" é uma boa dica para começar.

Antes de encerrar, sei que enchi o álbum de elogios, pois é merecedor. Mas, o que é essa foto de capa hein Mr. Paul Simon? :)

O brilhantismo de Paul Simon em evidência
4.5
31/10/2017

"Still Crazy After All These Years", lançado em 1975, é o quarto álbum de estúdio deste gênio chamado Paul Simon. Trabalho que emplacou quatro singles e venceu dois prêmios Grammy: melhor álbum e melhor performance vocal pop masculina. O álbum possui uma sonoridade leve e agradável, além de composições com belas melodias. Conta também com a participação de Art Garfunkel, sendo a primeira vez desde 1970. Além dele, também há a participação da cantora Phoebe Snow.

Começando com a faixa-título, o cartão de visitas é um pop suave, com destaque para Paul nos vocais. "Still Crazy After All These Years" é uma bela faixa e já foi gravada por grandes nomes da música como: Ray Charles, Willie Nelson e outros. Assim, dispensa comentários. A passagem de saxofone do meio da canção é maravilhosa e de emocionar o ouvinte.
Seguindo para "My Little Town", temos uma canção com todas as características de Simon And Garfunkel. A combinação das vozes de Paul e Art é algo impressionante. Uma faixa de melodia lindíssima, que inclusive figurou no setlist da turnê de reunião "Old Friends".
Caminhando para "I Do It for Your Love", esta é a minha favorita. Sua melodia suave me encanta. Ouça e aprecie.
Com uma levada nostálgica, "50 Ways to Leave Your Lover" acelera um pouco e nos faz lembrar das canções dos anos 50 e 60.
Encerrando o lado 1 do LP, "Night Game" é mais uma faixa com requintes de Simon And Garfunkel. Belíssima, que nos faz lembrar de "Scarborough Fair".
"Gone at Last" é um dos hits. Conta com a participação Phoebe Snow e esquenta um pouco, acelerando o ritmo. Snow rouba a cena com grande performance.
Como não ser redundante quando o assunto são as canções de Paul Simon? "Some Folks' Lives Roll Easy" nos leva de volta ao estilo da faixa-título, com melodia suave e agradável. Mais um grande momento.
"Have a Good Time" traz Paul cantanto em uma linha um pouco diferente, mais alta. É uma faixa interessante, porém inferior às demais.
Com leves pitadas de jazz, "You're Kind" traz uma estrutura interessante, que agrada os ouvidos e nos faz boa companhia.
Para encerrar: "Silent Eyes", uma balada fantástica, que comprova o merecimento de Paul Simon em vencer o prêmio de melhor performance vocal. Uma faixa marcante, profunda e sentimental.

Para os fãs de um som quase acústico, pop, leve e de qualidade, conhecer a carreira de Paul Simon é quase que uma exigência. Caso seja marinheiro de primeira viagem e queira conhecer sua discografia, "Still Crazy After All These Years" é uma boa dica para começar.

Antes de encerrar, sei que enchi o álbum de elogios, pois é merecedor. Mas, o que é essa foto de capa hein Mr. Paul Simon? :)

Sample photo

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Mais Resenhas de Paul Simon

Album Cover

Paul Simon - Graceland (1986)

Um clássico da mais pura criatividade
5
Por: André Luiz Paiz
03/12/2017
Album Cover

Paul Simon - Hearts And Bones (1983)

Um álbum subestimado, mas recheado de grandes momentos
4
Por: André Luiz Paiz
19/11/2017

Quer Mais?

Veja as nossas recomendações:

Album Cover

The Gentle Storm - The Diary (2015)

Sentimental e cativante
4
Por: André Luiz Paiz
14/09/2018