Bem-vindo ao 80 Minutos

Nós amamos música e adoramos compartilhar nossas avaliações sobre os álbuns de nossas bandas favoritas.

Resenha: Scorpions - Return To Forever (2015)

Por: André Luiz Paiz

Acessos: 75

Compartilhar:

Facebook Twitter
User Photo
Album Cover
Um presente para os fãs
4
08/10/2019

Tendo tudo conquistado em sua enorme carreira de sucesso, o Scorpions nem tinha planejado estar aqui, sendo novamente avaliado em um dos seus lançamentos. Com a retomada da sua carreira e tendo lançado ótimos discos após "Unbreakable", a banda já havia anunciado o fim das suas atividades após o lançamento do ótimo "Sting In The Tail", em 2010. Para nossa sorte e alegria, a banda decidiu seguir em frente.

Ao sair da aposentadoria, o Scorpions começou a esquentar a chapa em 2011 com "Comeblack", álbum com regravações de alguns dos seus clássicos e também covers de alguns sucessos das paradas. Apesar de não ser uma compilação indispensável, o resultado foi bem satisfatório. Depois, tiveram uma ideia que considero simplesmente fantástica, trazer aos fãs alguns rascunhos de composições não utilizados no passado, principalmente da fase de ouro vivida pela banda nos anos 80. Trabalharam por um tempo, fizeram um garimpo e chegaram a mais de trinta músicas, entre composições antigas e algumas novas.

A proposta da banda foi a de lançar um álbum duplo, imediatamente (e obviamente) a gravadora recusou, solicitando à banda que entregasse as composições para um garimpo a ser feito pelos produtores. Chegaram assim a dezessete ótimas faixas: doze para o álbum e algumas bônus para as diversas plataformas. O resultado? Uma banda tranquila, porém enérgica, músicas excelentes, ótima produção e muita diversão.

"Return To Forever" não é um clássico por não conter as famosas candidatas a hit. Mas, se você é fã da banda e de música boa, definitivamente não se decepcionará. Nenhuma faixa é destaque negativo. Além disso, as novas composições "Going Out With a Bang", "We Built This House", "Rollin' Home", "The Scratch", "The World We Used to Know", "Who We Are" e "Crazy Ride" se equiparam perfeitamente às mais antigas escolhidas para o disco. Falando nelas, as faixas resgatadas até nos permitem perceber o motivo de não terem sido preteridas no passado, mas, isso quer dizer que são ruins? De forma alguma! Apenas não conseguiram espaço junto aos clássicos do grupo naquele momento. Garanto que você se empolgará (e muito) com "Rock My Car" e "Dancing With The Moonlight", além de se emocionar com Klaus nas baladas "House Of Cards" e "Who We Are".

Vá sem medo e divirta-se! "Return To Forever" é o Scorpions presenteando e agradecendo aos fãs pela sua longa carreira. Mas, na verdade, somos nós quem agradecemos.

Um presente para os fãs
4
08/10/2019

Tendo tudo conquistado em sua enorme carreira de sucesso, o Scorpions nem tinha planejado estar aqui, sendo novamente avaliado em um dos seus lançamentos. Com a retomada da sua carreira e tendo lançado ótimos discos após "Unbreakable", a banda já havia anunciado o fim das suas atividades após o lançamento do ótimo "Sting In The Tail", em 2010. Para nossa sorte e alegria, a banda decidiu seguir em frente.

Ao sair da aposentadoria, o Scorpions começou a esquentar a chapa em 2011 com "Comeblack", álbum com regravações de alguns dos seus clássicos e também covers de alguns sucessos das paradas. Apesar de não ser uma compilação indispensável, o resultado foi bem satisfatório. Depois, tiveram uma ideia que considero simplesmente fantástica, trazer aos fãs alguns rascunhos de composições não utilizados no passado, principalmente da fase de ouro vivida pela banda nos anos 80. Trabalharam por um tempo, fizeram um garimpo e chegaram a mais de trinta músicas, entre composições antigas e algumas novas.

A proposta da banda foi a de lançar um álbum duplo, imediatamente (e obviamente) a gravadora recusou, solicitando à banda que entregasse as composições para um garimpo a ser feito pelos produtores. Chegaram assim a dezessete ótimas faixas: doze para o álbum e algumas bônus para as diversas plataformas. O resultado? Uma banda tranquila, porém enérgica, músicas excelentes, ótima produção e muita diversão.

"Return To Forever" não é um clássico por não conter as famosas candidatas a hit. Mas, se você é fã da banda e de música boa, definitivamente não se decepcionará. Nenhuma faixa é destaque negativo. Além disso, as novas composições "Going Out With a Bang", "We Built This House", "Rollin' Home", "The Scratch", "The World We Used to Know", "Who We Are" e "Crazy Ride" se equiparam perfeitamente às mais antigas escolhidas para o disco. Falando nelas, as faixas resgatadas até nos permitem perceber o motivo de não terem sido preteridas no passado, mas, isso quer dizer que são ruins? De forma alguma! Apenas não conseguiram espaço junto aos clássicos do grupo naquele momento. Garanto que você se empolgará (e muito) com "Rock My Car" e "Dancing With The Moonlight", além de se emocionar com Klaus nas baladas "House Of Cards" e "Who We Are".

Vá sem medo e divirta-se! "Return To Forever" é o Scorpions presenteando e agradecendo aos fãs pela sua longa carreira. Mas, na verdade, somos nós quem agradecemos.

Sample photo

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Mais Resenhas de Scorpions

Album Cover

Scorpions - Crazy World (1990)

Uma aula dos escorpiões!!
4.5
Por: Marcel Z. Dio
17/11/2018
Album Cover

Scorpions - Blackout (1982)

Sucesso comercial
5
Por: Fábio Arthur
11/12/2018
Album Cover

Scorpions - Pure Instinct (1996)

Bye bye hard rock
3
Por: André Luiz Paiz
12/07/2019

Quer Mais?

Veja as nossas recomendações:

Album Cover

L.A. Guns - The Missing Peace (2017)

As armas ainda acertam longe
4
Por: Jeferson Barbosa
14/11/2018
Album Cover

Tony Iommi - Iommi (2000)

Ninguém segura o Sr Antônio
4.5
Por: Marcel Z. Dio
21/09/2019
Album Cover

Deep Purple - Come Taste The Band (1975)

O Hard Britânico se encontra com o Soul americano
5
Por: Márcio Chagas
18/03/2018