Bem-vindo ao 80 Minutos

Nós amamos música e adoramos compartilhar nossas avaliações sobre os álbuns de nossas bandas favoritas.

Resenha: Megadeth - Dystopia (2016)

Por: André Luiz Paiz

Acessos: 145

Compartilhar:

Facebook Twitter
User Photo
Album Cover
Renovação acompanhada de um brazuca
4
25/07/2017

O Megadeth está de volta! Destruidor, pesado e eletrizante.

Mr. Mustaine apresenta: "Dystopia"! Que álbum! Banda renovada, a presença de Kiko Loureiro nas guitarras, produção excelente, enfim, a receita completa. A participação de Kiko Loureiro, pra quem por algum momento pensou que seria de coadjuvante, foi essencial para o que este trabalho se tornou. São solos e mais solos espetaculares, complementando os não menos espetaculares riffs de David Mustaine. Ambos conduziram o disco para um lugar entre os melhores da discografia da banda.

Destaco a princípio, com certeza, as faixas que abrem o disco: "The Threat Is Real" e a vencedora do merecido Grammy de melhor performance metal: "Dystopia". Ouça e tente ficar parado, é um desafio.

Há mais faixas de destaque como: "Bullet To The Brain", "Post American World" e "The Emperor", mas o trabalho como um todo é bem coeso.

"Dystopia" definitivamente coloca o Megadeth de volta nos trilhos.

Renovação acompanhada de um brazuca
4
25/07/2017

O Megadeth está de volta! Destruidor, pesado e eletrizante.

Mr. Mustaine apresenta: "Dystopia"! Que álbum! Banda renovada, a presença de Kiko Loureiro nas guitarras, produção excelente, enfim, a receita completa. A participação de Kiko Loureiro, pra quem por algum momento pensou que seria de coadjuvante, foi essencial para o que este trabalho se tornou. São solos e mais solos espetaculares, complementando os não menos espetaculares riffs de David Mustaine. Ambos conduziram o disco para um lugar entre os melhores da discografia da banda.

Destaco a princípio, com certeza, as faixas que abrem o disco: "The Threat Is Real" e a vencedora do merecido Grammy de melhor performance metal: "Dystopia". Ouça e tente ficar parado, é um desafio.

Há mais faixas de destaque como: "Bullet To The Brain", "Post American World" e "The Emperor", mas o trabalho como um todo é bem coeso.

"Dystopia" definitivamente coloca o Megadeth de volta nos trilhos.

Sample photo

Os textos publicados na página do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do autor


Mais Resenhas de Megadeth

Album Cover

Megadeth - Youthanasia (1994)

Grupo se mantém no topo com mais um trabalho clássico!
4.5
Por: Márcio Chagas
12/08/2018
Album Cover

Megadeth - Peace Sells... but Who's Buying? (1986)

Masterpiece da discografia
5
Por: Fábio Arthur
21/09/2018

Quer Mais?

Veja as nossas recomendações:

Album Cover

Venom - Black Metal (1982)

Power trio de peso
5
Por: Fábio Arthur
06/11/2018
Album Cover

Sepultura - Morbid Visions (1986)

Death Metal brasileiro
3
Por: Fábio Arthur
26/09/2018
Album Cover

Soulfly - Primitive (2000)

Curiosa primeira audição!
3
Por: Vitor Sobreira
08/04/2019