Bem-vindo ao 80 Minutos

Nós amamos música e adoramos compartilhar nossas avaliações sobre os álbuns de nossas bandas favoritas.

...

Entrevista - Roine Stolt

Relacionado com: Anderson/Stolt, Roine Stolt, The Flower Kings, The Sea Within, Transatlantic
Data da Entrevista: 19/04/2018
Autor: André Luiz Paiz
Traduzido por: André Luiz Paiz

Acessos: 810

Compartilhar:

Facebook Twitter Google +

Roine Stolt é um músico muito conhecido e respeitado na cena do Rock Progressivo. Integrante de grupos famosos como: Transatlantic, The Flower Kings e Kaipa. Recentemente está à frente de dois projetos extremamente interessantes. O primeiro deles é Anderson/Stolt, que já lançou um álbum de estreia e conta com a participação de Jon Anderson, do Yes. Segundo, mais recente, The Sea Within, que conta com músicos de altíssimo nível, como: Daniel Gildenlöw e Marco Minnemann.

Roine dedicou um pouco do seu tempo para conversar conosco e aliviar um pouco da ansiedade e curiosidade que estamos sentindo em relação aos seus projetos que virão. Confira mais uma entrevista exclusiva para o site do 80 Minutos.

1. Olá Roine! Meu nome é André e falo em nome do 80 Minutos, um site colaborativo brasileiro criado para as pessoas que gostam de avaliar os seus álbuns favoritos.

Olá!

2. Recentemente foi divulgado que você agora faz parte de um supergrupo chamado The Sea Within. Você pode nos falar um pouco sobre ele?

The Sea Within é o que nós preferimos chamar de "coletivo musical". Um conjunto de músicos para compôr e gravar algumas canções, além de executá-las ao vivo.
Eu estarei nas guitarras, com Marco Minnemann na bateria, Jonas Reingold no baixo, Tom Brislin no piano e sintetizadores, Daniel Gildenlow nos vocais e guitarras, e Casey McPherson também nos vocais. Além disso, teremos também algumas participações: Jon Anderson nos vocais, Jordan Rudess no Grand Piano e Rob Townsend da Steve Hackett Band no saxofone.

3. Hoje em dia é bem comum a criação de projetos em que grandes artistas se reúnem para a formação de novas bandas, conceito também conhecido como supergrupo. Como você também já participou de alguns como o Transatlantic, é mais fácil ou mais difícil trabalhar com músicos que já possuem carreiras de sucesso? É complicado aplicar a democracia que uma banda exige em situações deste tipo?

Nós não estamos considerando muito este conceito de "supergrupo" com o The Sea Within. Sim, em alguns momentos pode ser difícil gerenciar diversas pessoas criativas e já conhecidas neste meio. Várias ideias precisam passar pela aprovação de diversas pessoas. E sim, obviamente nós somos um pouco "divas"... todos nós! (risos)

4. Eu gostaria de elogiar o seu álbum do projeto Anderson/Stolt, que é um trabalho fantástico. É algo notável que você se mantém criativo e ainda inspirado a compôr sólidos álbuns. O que lhe mantém motivado a seguir criando música?

Bem, compôr, tocar e gravar é o que eu faço, como meio de vida e por diversão. Eu gosto do que faço. Trabalhar neste álbum com Jon foi extremamente prazeroso e interessante. O processo durou cerca de um ano, desde o momento em que Jon me enviou suas primeiras ideias de melodias vocais até o ponto em que eu as combinei com as composições e arranjos. Enquanto as coisas iam tomando forma, nós seguimos compartilhando ideias em ambas as direções.

5. Ainda sobre Anderson/Stolt, vocês já estão preparando um segundo trabalho? Como está indo?

Sim. Nós já começamos a trabalhar no segundo álbum. Nos estamos trabalhando em várias músicas e isso levará um certo tempo, pois Jon também está trabalhando em novas músicas com ARW (Anderson, Rabin, Wakeman) para dois novos álbuns, ao vivo e em estúdio. Mas, nós trabalharemos nos intervalos, sem pressa, talvez para lançar em 2019.

6. Além dos projetos que mencionamos, há algum projeto em andamento que você pode compartilhar a novidade conosco? Um novo álbum solo ou do Kaipa da Capo?

Sim, inclusive hoje trabalhei em novas músicas, algo como uma volta ao período em que lancei o álbum The Flower King, um álbum que foi praticamente a base de criação do grupo The Flower Kings. A proposta é trabalhar totalmente em ideias que surgirem na minha mente que me façam ter a percepção de que irão funcionar - sem compromisso. O álbum será 100% uma representação do meu mundo musical - progressivo, sinfônico, fusion, rock, pop, world music, etc. Além disso, é claro que terei alguns bons amigos tocando e cantando comigo.

7. Você pode nos contar um pouco sobre a sua participação na turnê de divulgação do álbum Wolflight de Steve Hackett?

A turnê com Steve Hackett foi muito divertida. Trabalhei com ele por volta de um ano, além de um show extra no Royal Albert Hall, em Londres. Steve trabalha duro e tenta lançar novos álbuns todos os anos, além de viajar bastante em turnê. É por isso não pude ficar mais, apesar de ter sido bem divertido.

8. Nós conhecemos vários artistas que lhe influenciaram como guitarrista e compositor no cenário do rock progressivo. Existem artistas de outros estilos que você também admira?

Ah, sem dúvida. Grandes guitarristas como: Derek Trucks, Steve Howe, Peter Green, Pat Metheny, Ray Gomez, Allan Holdsworth. Gosto também dos pianistas Lyle Mays, Joe Zawinul, Chick Corea, Partick Moraz, Cory Henry, Vangelis. E alguns vocalistas como:  Joni Mitchell, Sting, Bono, Gary Brooker, Jon Anderson e Jackson Browne.

9. Nós notamos que o fantástico grupo The Flower Kings está em standby no momento. Isso é definitivo? É uma banda que possui uma sonoridade única e os fãs ficariam bem tristes em saber.

Eu consigo me ver novamente em turnê tocando as músicas do The Flower Kings, mas não como a banda era antigamente. O lado positivo, é que a música ainda é válida e eu entendo que as pessoas queiram ouvir novamente. Eu sinceramente entendo.

10. Como é o processo de reunião dos músicos do Transatlantic para a criação de um novo álbum e como isso costuma acontecer? Existe algo planejado para um futuro próximo? Deve ser bem difícil sincronizar as agendas de todos.

Não tenho certeza quanto a isso. Penso que todos temos projetos que consomem bastante tempo. Mike geralmente está conduzindo cinco bandas ao mesmo tempo. Eu também costumo estar bastante atarefado e Pete possui uma extensa agenda com o Marillion. Unir um grupo como o Transatlantic para fazer novas músicas e excursionar leva bastante tempo, e eu não tenho certeza que nós temos esse tempo ou o interesse para fazê-lo. Veremos...

11. Você é bastante admirado pelas suas habilidades na composição e produção de álbuns conceituais. Você pode nos contar um pouco de como é o início deste processo? Qual o seu ponto de partida e em que momento as coisas começam a se desenvolver?

Ah, eu realmente sou uma pessoa espontânea. Eu sigo aquela voz que vem de dentro, confio nela, e geralmente acerto. Não tenho um método ou fórmula. É tudo construído na mais pura diversão e imaginação. É o prazer de ser criativo.

12. Vamos supor que eu comece a falar sobre a carreira de Roine Stolt para um novo fã. Qual álbum você me indicaria para sugerir a ele como ponto de partida?

Eu destacaria talvez Anderson/Stolt: Invention of Knowledge, Transatlantic: The Whirlwind, The Flower Kings: Startsust We Are e talvez Unfold The Future. Eu talvez adicionaria também o material antigo do Kaipa dos anos 70.

13. O conceito do nosso site é permitir que usuários possam relatar a sua experiência durante os 80 Minutos da audição de um álbum. Você poderia nos dizer qual foi o último álbum que ouviu e que vale a recomendação?

O último bom álbum que ouvi foi o último do U2 e achei ótimo. Vou até Londres para vê-los com ingressos Premium em outubro. Eu realmente gosto deles e acho que as composições estão no ponto máximo. Além do espírito, que é muito edificante. Ao vivo eles são inacreditáveis.

14. Roine, agradecemos enormemente a sua atenção e desejamos sucesso em seus projetos futuros. Esperamos que você possa voltar ao Brasil o mais rápido possível.

Sim, eu adoraria voltar ao Brasil. Quem sabe com o The Sea Within, Anderson/Stolt ou talvez...(pensando), talvez com o The Flower Kings novamente.


Quer Mais?

Veja as nossas recomendações:

Fábio Caldeira

Relacionado com: Maestrick
Data da Entrevista: 06/10/2018

Cadastro por: André Luiz Paiz
Em: 07/10/2018

Johnny Gioeli

Relacionado com: Axel Rudi Pell, Gioeli-Castronovo, Hardline
Data da Entrevista: 20/08/2018

Cadastro por: André Luiz Paiz
Em: 27/08/2018

Drannath

Relacionado com: Gosotsa
Data da Entrevista: 20/08/2018

Cadastro por: André Luiz Paiz
Em: 24/08/2018

Dieter Hoffmann

Relacionado com: Starfish64
Data da Entrevista: 14/08/2018

Cadastro por: André Luiz Paiz
Em: 21/08/2018