Bem-vindo ao 80 Minutos

Nós amamos música e adoramos compartilhar nossas avaliações sobre os álbuns de nossas bandas favoritas.

Entrevista - Jeff Scott Soto

Relacionado com: Axel Rudi Pell, Eyes, Jeff Scott Soto, Journey, Sons Of Apollo, SOTO, Takara, Talisman, W.E.T., Yngwie Malmsteen
Data da Entrevista: 24/03/2018
Autor: André Luiz Paiz
Traduzido por: André Luiz Paiz

Acessos: 1094

Compartilhar:

Facebook Twitter Google +

Jeff Scott Soto é definitivamente uma das maiores vozes do Rock. Participou de grandes grupos musicais e lançou álbuns marcantes por onde passou.

Sua nova aventura agora é dentro do metal progressivo, em um novo supergrupo chamado "Sons Of Apollo", idealizado pelos ex-membros do Dream Theater, Mike Portnoy e Derek Sherinian. Uma nova aventura, uma nova faceta e mais um trabalho marcante.

Aqui, em mais uma EXCLUSIVA para o 80 Minutos, Jeff fala sobre o Sons Of Apollo, seu primeiro álbum "Psychotic Symphony", algumas lembranças do passado e a turnê sul-americana que está por vir.

1. Olá Jeff, obrigado por conceder esta entrevista ao 80 Minutos. Então, você e os caras do Sons Of Apollo estão vindo para a América do Sul para promover o marcante "Psychotic Symphony". Está empolgado?

Meu lugar favorito para turnês é a América do Sul. Estou muito além de empolgado!

2. Eu recentemente escrevi uma resenha sobre "Psychotic Symphony", que achei um álbum surpreendente. Sabemos que você participou de vários projetos até agora, alguns deles mais hard rock, outros mais leves e outros puramente heavy metal. Como foi para você enfrentar um novo desafio agora no metal progressivo?

Para mim, cada álbum, seja o meu gênero natural ou algo mais distante do meu elemento principal, é um desafio e deve ser bom ou diferente o suficiente dos outros cem álbuns que cantei até agora. É importante manter as coisas interessantes, especialmente para mim, porque quando fico entediado, começo a procurar por coisas novas para fazer ... mas agora, neste exato momento, não estou nem um pouco entediado!

3. Na resenha que escrevi, fiz algumas considerações e as trouxe para lhe mostrar e ver se você compartilha da mesma opinião. La vai:
a. Eu não sabia o quanto Bumblefoot é bom;
b. Jeff Scott Soto pode cantar qualquer coisa;
c. Billy Sheeran é fenomenal em qualquer estilo;
d. Mike Portnoy está em fase altamente criativa e tocando melhor do que nunca;
e. Derek trouxe uma atmosfera inovadora para uma banda do gênero/estilo.

Você concorda? Esqueci de algo?

Você detonou! Uma coisa que eu gostaria de acrescentar, é que nós transcendemos os ideais de ser apenas uma banda Prog. Nós somos uma banda de hard rock com elementos Prog, Metal e Classic Rock. Isso para mim completa em definitivo o que você destacou.

4. Eu também disse que acredito que vocês tem grandes chances de produzir um clássico. Eu sei que neste momento vocês estão promovendo o primeiro, mas já chegaram a conversar sobre a possibilidade de fazer um segundo álbum?

Absolutamente! O que temos aqui não é um projeto. Esta é uma banda de verdade em todos os sentidos. Já planejamos começar a escrever depois da turnê para retornar ao estúdio em 2019.

5. Jeff, sobre sua carreira solo, você recentemente lançou um ótimo álbum chamado "Retribution". Eu noto que você gosta de explorar um lado mais melódico do tipo AOR e Hard Rock em seu material solo. É este o estilo musical que você mais gosta?

Eu tenho um relacionamento com a Frontiers Records para produzir este estilo de música, já que é o núcleo do que sempre fiz com eles. Eles não estão interessados ​​nos outros estilos, gêneros ou aspectos da minha carreira, e é por isso que o meu lado melódico é lançado exclusivamente ali. Os álbuns que eu faço com a Frontiers personificam o meu lado Hard Rock/Melódico.

6. Esta é uma pergunta que preciso fazer. Eu tenho um DVD seu chamado "Live At The Queen Convention 2003". Esse show foi tão incrível, tão cheio de energia. Quanto o fantástico Freddie Mercury lhe inspirou a ser o vocalista que você é?

Freddie foi e ainda é o melhor. Fim da história! Nenhum outro cantor do planeta pôde cobrir o amplo espectro da música em sua totalidade ... ele abordou o jazz, o rock, a disco, o pop, a ópera, o blues, o novo, o nostálgico ... você define um estilo, ele fez, e você acreditou em CADA nota e em CADA palavra. Eu uso isso como a minha maior inspiração, sempre procurando me aprimorar, expandir meus horizontes, explorar as coisas que me fazem fugir do que se espera de mim.

7. Além do Freddie, você pode nos contar um pouco sobre os seus heróis da música e aqueles que lhe inspiraram?

Steve Perry é outro que me ajudou a mergulhar no rock. Eu cresci ouvindo R&B, Soul, Funk e odiando rock, até que caras brancos como Perry, Bobby Kimball e Lou Gramm me mostraram como injetar a alma no neste tipo de som ... a partir daí, eu soube que iria utilizar a mesma abordagem no que faço.

8. Jeff, você é mundialmente respeitado como cantor, mas também por suas habilidades como compositor. Quando você começou a compôr? Você pode nos contar um pouco sobre o processo que você usa para criar uma música?

Eu soube desde o início que, para ser um artista de verdade, você tinha que escrever as suas próprias músicas. Uma das primeiras músicas que eu escrevi se chamava "Don't Wanna Say Goodbye" e eu acho que estava com 12 anos. Era bem horrível, mas tinha um muito potencial. Quando eu estava fazendo meu álbum "Prism", eu retornei a essas músicas mais antigas para ver se era possível fazer alguma coisa com elas. Ajustei algumas letras, adicionei as partes que faltavam e "voilà"! As músicas eram boas o suficiente para incluir em um álbum :)

9. Na sua opinião, quais são os pontos-chaves que podem fazer um cantor/compositor amador se tornar um profissional?

Persistência, ser casca grossa e ter a mente aberta. Você vai ficar mais negativo do que positivo nesse meio, então você tem que aprender a usar a negatividade de maneira construtiva.

10. Você tem uma banda que me deixou louco quando ouvi pela primeira vez. O primeiro álbum "Inside The Vertigo" da banda SOTO é fantástico! "Divak", o segundo álbum,  foi lançado em 2016. Então, podemos dizer que teremos novidades sobre a banda em um futuro próximo?

Obrigado e ABSOLUTAMENTE! Eu pretendo nos fazer compôr ainda este ano - enquanto eu estiver em turnê com o SOA (Sons Of Apollo) - para trabalhar em um novo álbum para 2019. Eu não quero que o SOTO perca o interesse ou aparente ser mais do mesmo, então eu tenho que ter certeza da hora certa para que a banda esteja novamente em evidência. Devemos a nós mesmos e a David Z (baixista) manter essa máquina viva!

11. E quanto ao novo álbum do W.E.T. - "Earthrage"? O que podemos esperar dele?

Você irá encontrar um disco forte e melódico, com ótimas músicas, passagens e performances de todos os músicos ... assim como nos outros dois álbuns.

12. Você acompanha o trabalho das bandas que você fez parte? Digo: Yngwie, Journey, Axel Rudi Pell, etc.

Na verdade, eu escutei alguns singles aqui e ali quando lançados, mas eu não pego os álbuns e os escuto, já que geralmente estou muito ocupado escrevendo, gravando e até mesmo aprendendo as minhas próprias músicas para todas as apresentações que faço durante o ano.

13. O Talisman é uma das suas bandas que eu mais gosto. Eu comprei o álbum "Seven" quando foi lançado e me lembro de ouvi-lo dezenas de vezes. A banda soava tão renovada ali. É triste que tudo acabou e o que aconteceu com Marcel Jacob. Vocês eram amigos próximos? Você pode compartilhar um pouco das suas lembranças com a banda?

Marcel era um dos meus amigos mais queridos. Uma amizade que curiosamente não era tão próxima durante nosso período com Yngwie. Nós éramos o mais afastado possível como amigos ou até mesmo em relação aos interesses musicais. Ele trouxe coisas novas para mim musicalmente e eu o desafiei para coisas que ele não teria feito sozinho. Da minha vida musical, Talisman foi o grupo mais completo e o meu favorito em termos de música e personalidades. Sou muito orgulhoso do nosso legado e canto essas músicas ainda hoje com prazer absoluto!

14. Você poderia nos contar algo sobre você que seus fãs provavelmente não sabem?

Eu sou fã de reality shows como "Survivor", "Amazing Race" e até "The Bachelor" ... não me julguem!

15. Se eu for falar sobre a carreira de Jeff Scott Soto para um novo fã, qual álbum você me indica para sugerir a ele como ponto de partida?

Talisman - Humanimal!

16.  O conceito do nosso site é permitir que usuários possam relatar a sua experiência durante os 80 Minutos da audição de um álbum. Você poderia nos dizer qual foi o último álbum que ouviu e que vale a recomendação?

Blurryface do Twenty One Pilots

17. Jeff, agradecemos a sua atenção e desejamos a você uma longa carreira adiante. Estamos ansiosos para ver como será a passagem do Sons Of Apollo aqui pelo Brasil.

Eu amo o Brasil, as pessoas, a cultura, a comida e a bebida ... mas acima de tudo, a energia e o espírito presente todas as vezes que visito. Obrigado (em português)!


Quer Mais?

Veja as nossas recomendações:

Marcelo Loss

Relacionado com: Concreto

Data da Entrevista: 02/08/2018

Cadastro por: Mário Pescada
Em: 06/08/2018

Dave Meros

Relacionado com: Iron Butterfly, Spock's Beard

Data da Entrevista: 13/07/2018

Cadastro por: André Luiz Paiz
Em: 16/07/2018

Shammash

Relacionado com: Mythological Cold Towers

Data da Entrevista: 09/04/2018

Cadastro por: Tarcisio Lucas
Em: 20/06/2018

Toby Jepson

Relacionado com: Wayward Sons

Data da Entrevista: 09/06/2018

Cadastro por: Mário Pescada
Em: 12/06/2018