Jumbo

ITÁLIA

Rock Progressivo

Rock Progressivo

Cadastro por: Roberto Rillo Bíscaro

Última Alteração por: André Luiz Paiz



Descrição

Jumbo foi um grupo italiano de rock progressivo ativo durante a década de 1970.

Um grupo muito importante que mereceria muito mais sucesso do que obteve na época, o Jumbo se originou em Milão em torno do cantor Alvaro Fella, em precedência baixista do grupo de Vercelli do Juniors. Fella foi notado e conseguiu contrato junto a Numero Uno, que fez realizou dois dos seus 45 rotações em 1970 com o nome Jumbo, ambos com a mesma música no lado B Due righe da te e dois covers, Montego Bay e In estate, versão de In the summertine.

No primeiro dois dois singles o grupo tocou com Franz Di Cioccio e Flavio Premoli, ainda componentes do Quelli, depois tornado Premiata Forneria Marconi, e Mario Lavezzi, mais tarde com Il Volo.

Passado para a Phillips, Fella gravou em 1971 o primeiro LP com a ajuda dos músicos que teriam constituído a primeira formação do grupo, Daniele Bianchini, Sergio Conte, Dario Guidotti, Vito Balzano e o baixista Alberto Agazzi, substituído quase logo por Aldo Gargano. O estilo era ainda bastante impessoal, e o disco é baseado na maior parte no violão com espaço limitado para as partes eletrônicas. Há algumas belas canções como Amore sono qua e Dio è, rearranjada para o segundo álbum, mas o resultado não é particularmente o melhor e sob um nível muito inferior aos trabalhos seguintes.

O disco saiu em 1972, seguido depois de poucos meses um segundo álbum, DNA, trabalho inacreditavelmente maduro. No confronto com o LP precedente é claro que esse é o primeiro verdadeiro disco do grupo.

O álbum é composto por quatro longas músicas com a Suite per il Signor K que ocupa a inteira primeira faixa. O início recorda o estilo do primeiro LP, com o uso de instrumentos acústicos como violão, flauta e piano, mas improvisadamente uma guitarra distorcida introduz um som muito mais agressivo, guiado pela áspera voz de Fella e de seus textos cortantes.

O último álbum saiu em 1973, depois de uma mudança de formação com o baterista de Novara Tullio Granatello no lugar de Vito Balzano. Vietato ai minori di 18 anni? é o disco mais ambicioso, com letras fortes e elementos de música de derivação de vanguarda, com a ajuda de Franco Battiato. Come vorrei essere uguale a te e Specchio si confrontam com temas difíceis como a homossexualidade e a marginalidade social. O resultado é convincente e de grande espessor, ainda que menos imediato que DNA. Os conteúdos muito fortes das letras provocam o banimento do grupo dos programas radiofônicos.

O grupo era muito conhecido também ao vivo, e continuou a tocar ainda por alguns anos. Em 1975, foi publicado um último single comercial, e o Jumbo participou do Festival de Parco Lambro, em 1975 e 1976. Nessa ocasião com Roberto Biancone, ao sax, e Valter Frazzi, nos teclados, no lugar de Guidotti e Conte.

Depois de uma tentativa de reunir o grupo, sem muito sucesso, em 1983, documentado no CD Violini d'autunno, o Jumbo se reformou ainda no final de 1989 com os componentes originais à exceção de Sergio Conte, substituído por Paolo Dolfini, para um ótimo concerto ocorrido em Paris junto a IQ e Magma, organizado por um fã francês. O espetáculo foi documentado em um CD live.

Em 2001, foi lançado um outro CD, Passing by, contendo gravações feitas entre 1991 e 2001 pelo guitarrista Daniele Bianchini, o inspirador de todas as várias tentativas de reunir o grupo, com a ajuda de alguns ex-componentes como Alvaro Fella, Dario Guidotti e Tullio Granatello, em uma direção que é mais próxima à instrumental.

Em 2007, foi publicado pela BTF o DVD Anthology, que contém entrevistas, fotos e vídeos que reassumem a carreira do grupo.

Após a saída do Jumbo, o flautista Dario Guidotti tocou na primeira formação e no LP de estreia da Treves Blues Band, e depois partiu desde 1978 com o grupo Cacao, publicando o álbum homônimo para a Pilgrim Fathers (PFH-27701), em 1981.



Discografia

Estatísticas dos Álbuns de Estúdio

Passe o mouse ou toque os pontos para informações sobre as avaliações de cada álbum de estúdio.

Álbuns

CD/LP/Álbum de Estúdio

Álbum Cover

DNA

1972

Vote:

Mais opções:

Ver Mais

Álbum Cover

Jumbo

1972

Vote:

Mais opções:

Ver Mais

Álbum Cover

Vietato Ai Minori Di 18 Anni?

1973

Vote:

Mais opções:

Ver Mais

Álbum Cover

1983 Violini D' Autunno

1992

Ainda não avaliado

Vote:

Mais opções:

Ver Mais

CD/LP ao Vivo

Vote:

Mais opções:

Ver Mais


Não encontrou o álbum que procura? Contribua cadastrando-o através do menu "Interagir", lá em "Objetos do Site".



Publicações

Veja publicações relacionadas com Jumbo:

  • 19
    mar, 2018

    ResenhaVietato Ai Minori Di 18 Anni?

    User Photo Tiago Meneses


Avaliações Mais Recentes

Veja as últimas notas dos usuários do site em álbuns deste artista

Clique ou toque sobre a capa e navegue, avalie, divirta-se

Vietato Ai Minori Di 18 Anni?

1973

Tiago Meneses

Jumbo

1972

Diego S. A.

DNA

1972

Diego S. A.

Vietato Ai Minori Di 18 Anni?

1973

Diego S. A.


Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.