Grandes bateristas

Artigo

Por: Fábio Arthur

Colaborador Especialista

26/05/2021



Um dos maiores elementos em uma banda, seria o "relógio musical", mais conhecido como baterista, e sem a fonte de trabalho destes, não seria possível executar uma faixa sequer e nem mesmo soar tão bem quanto com eles.

Como músico, formado em conservatório, como baterista em teoria dinâmica e prática, resolvi fazer essa matéria, mostrando não minhas influências ao todo, mas sim, cinco grandes nomes dessa forma avassaladora que é a sonoridade intensa desse instrumento. 

Entre tantos estilos, todos esses músicos são de fato muito importantes por gerações e mais gerações. Logicamente, o leitor vai dar falta de um e de outro, mas a lista seria imensa ao tentar impulsionar tantos músicos assim.

A ordem segue sem comprometimento em soar como preferido e/ou melhor. 

01) Cozy Powell. Músico dotado de pegada intensa e muito requisitado até no meio Pop Music para gravações de estúdio, mas, sua maior fonte seria o Rock e Hard. Cozy tinha um nível muito elevado de força, mesmo quando tocando baladas, sua fonte era muito intensa. O baterista tocou com Whitesnake, Rainbow, Black Sabbath, Michael Schenker Group, entre tantos outros. Ouça: Black Sabbath (Headless Cross), Whitesnake (Slide it In), Rainbow (Stargazer).
02) Simon Phillips. Notável em técnica e ambidestro, Simon sempre foi chamado por grupos para gravar e sair em turnês também. Seus Workshops são fontes de entretenimento e aprendizado garantido. Simon colaborou com grupos e artistas como: Toto, Judas Priest, Jeff Beck entre tantos outros. Ouça: Judas Priest (Sinner) e Toto (Rosanna, live version em DVD).
03) John Bonham. Eterno e lendário baterista do Led Zeppelin, Bonzo, como era chamado, manteve a fonte de força física, técnica de bumbos dobrados com um pé somente e seus solos eram feitos com as mãos ao vivo, dando uma impressão de inovação, além de técnica para tal feito. Sua virtude em soar tão pesado e tão em frente do tempo, trouxe sua fama de peso pesado da bateria. John, estava sempre bem ao vivo, tocando com Led por mais de 3 horas sem se deixar cair, e também conseguia fazer solos por 30 minutos nos concertos; além de ter sido um metrônomo, em estúdio. Ouça: Since I´ve Been Loving You, Moby Dick, Kashimir, Black Dog, The Song Remains the Same, entre outras.
04) Buddy Rich. Se você for no YouTube, vai assistir um dos mais rápidos músicos do instrumentos, tocando de roupa social, mantendo a linhagem do Jazz, e Big Bands, Rich, foi aclamado por inúmeros músicos, dentre eles: John Bonham e Neil Peart. Ele tocou com Frank Sinatra e tantos outros. Sua técnica era tida como ilimitada para época, mas o mesmo conseguia ter velocidade tanto na mão esquerda como direita e executava viradas e rufos com ambas, além do bumbo de um pé somente, muito ágil. Assista, no YouTube: Buddy Rich Big Band e Buddy Rich drum solos.
05) Neil Peart. Um dos maiores pilares da música, tinha essência, capacidade elevada e ainda por cima mantinha um nível de colaboração na banda, como letras e andamentos rítmicos. Peart trouxe uma forma inovadora de tocar, e foi influente em muitos outros músicos. Sua fonte era tão intensa que o mesmo, após anos de estrada, resolveu fazer aulas novamente de bateria, relevando ao máximo seu talento. Em algumas faixas, sua técnica era tão exata, que simples toques eram difíceis de tentar executar, mesmo nas canções mais "Pop" do grupo. Ouça: Fly By Night, YYZ, Show Don´t Tell Me, La Villa Strangiatto, Circunstances, Big Money, Spirit of the Radio, Xanadu, entre outras inúmeras.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Fábio Arthur

Nível: Colaborador Especialista

Membro desde: 04/02/2018

"Obtive meu primeiro contato com o Rock, com o grupo KISS no final de 1983, após essa fase, comecei a me interessar por outros grupos, como Iron Maiden, do qual ganhei meu primeiro vinil o "Killers" e enfim, adquiri o gosto por outras bandas, como Pink Floyd, John Coltrane, AC/DC entre outras."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaMotorhead - Orgasmatron (1986)

    29/09/2019

  • Image

    ResenhaBlack Sabbath - 13 (2013)

    12/01/2021

  • Image

    ArtigoBark at the Moon, aniversário

    13/11/2020

  • Image

    ResenhaSepultura - Chaos A.D. (1993)

    26/10/2018

  • Image

    ResenhaRod Stewart - Camouflage (1984)

    17/10/2018

  • Image

    ResenhaB. B. King - The Blues (1958)

    08/12/2020

  • Image

    ResenhaSlayer - Divine Intervention (1994)

    16/08/2019

  • Image

    ArtigoOs 40 anos do debute da donzela

    12/02/2020

  • Image

    ResenhaDark Funeral - Diabolis Interium (2001)

    15/08/2020

  • Image

    ResenhaIron Maiden - En Vivo! (2012)

    15/06/2021

Visitar a página completa de Fábio Arthur



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.