Slayer: aniversário de "Show no Mercy"

Relacionado com: Slayer

Slayer

Artigo

Artigo

Por: Fábio Arthur

Colaborador Especialista

03/12/2020



Quando eu comprei esse disco foi um pouco mais tarde, após seu lançamento, eu ainda estava na vibe do Judas Priest, Iron Maiden, Accept, Ozzy entre outros, mas pela grata surpresa, o Slayer tinha essas bandas como sua influência.

Show no Mercy, não é somente um álbum do grupo, uma estreia e sim uma afronta ao som mais acessível ao cristianismo e a todos aqueles banais do rock farofa. A banda chega aqui financiando seu próprio trabalho e tendo somente a distribuição de uma gravadora.

Alicerçado por olhos pintados, roupas de couro e cruzes invertidas, a banda rumou para sua exata ascensão sonora. Logicamente a banda teve apoio de Brian Slagel da Metal Blade, mas isso não foi tão acentuado como deveria. Fizeram até uma tour pagando do próprio bolso e ainda conseguiram vender cópias.

Isso é determinação completa. O grupo tinha em mãos sons de Speed e Thrash chegando com letras anti religiosas. Araya ainda tinha emprego normal antes do Slayer virar grande e o grupo conseguiu força a partir desse mesmo álbum, usando no palco também sua fonte de temas obscuros, ganhando fãs.

Evil Has no Boundaries, Black Magic, Die By the Sword são ótimas faixas.

Enfim, importante e atemporal, segue como uma das principais fontes de inspiração do meio.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Fábio Arthur

Nível: Colaborador Especialista

Membro desde: 04/02/2018

"Obtive meu primeiro contato com o Rock, com o grupo KISS no final de 1983, após essa fase, comecei a me interessar por outros grupos, como Iron Maiden, do qual ganhei meu primeiro vinil o "Killers" e enfim, adquiri o gosto por outras bandas, como Pink Floyd, John Coltrane, AC/DC entre outras."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaJohn Lennon - Plastic Ono Band (1970)

    21/01/2021

  • Image

    ResenhaDio - The Last In Line (1984)

    05/02/2020

  • Image

    ResenhaImmortal - Damned In Black (2000)

    24/07/2020

  • Image

    ArtigoGene Simmons toca mal?

    24/10/2020

  • Image

    ArtigoRelançamento da obra máxima

    24/02/2021

  • Image

    ResenhaElton John - Madman Across The Water (1971)

    07/01/2021

  • Image

    ResenhaRoberto Carlos - Roberto Carlos (Versão Brasil) (1973)

    14/06/2021

  • Image

    ResenhaGuns N' Roses - Appetite For Destruction (1987)

    12/03/2021

  • Image

    ResenhaKid Abelha - Educação Sentimental (1985)

    27/06/2020

  • Image

    ArtigoVídeo: A cerveja dos Ratos de Porão

    03/09/2020

Visitar a página completa de Fábio Arthur



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.