Para os que respiram música assim como nós


Artigo

Ace of Spades: 40 anos da obra-prima

Acessos: 84


Por: Fábio Arthur

27/10/2020

São 40 anos de um dos maiores discos da história. A banda Motorhead chegou em 1980 dentro da "New Wave of British Heavy Metal" e com uma pegada fortíssima do denominado Speed Metal - criado pelo próprio grupo. O álbum veio coroar a banda como uma das melhores do momento e foi o patamar de ponta dos músicos.

Aqui as coisas fluíram muito bem, mas a coisa desandou em forma interna entres os músicos. Lemmy foi tido como sexy symbol, as drogas eram nada escassas e os concertos lotados, tudo isso dentro de um período entre 80 e 81 em que o Motorhead foi tido como grande grupo.

No cast de faixas, a banda trouxe um material bem alinhado e forte, canções como a faixa título "Ace of Spades", "We are the Road Crew", "Jailbait", "Fire, Fire", "Chase Better than the Catch", "Love me Like a Reptile", "The Hammer" entre tantas outras poderosas.

A arte de capa ficou notória e trouxe um grupo como uma espécie de bandoleiros e foras da lei e assim a coisa também aconteceu por esse lado.

Inúmeros artistas são fãs desse petardo, muitos mesmo, reverenciam a obra deixada pelo trio, já falecido, infelizmente. O Motorhead chegou aqui afortunado e nunca mais seria o mesmo. A turnê gerou um disco ao vivo e assim a banda ainda cresceu mais ainda na mídia.

Fica o registro de obra clássica e marca uma porção de influência para demais grupos. Sem Motorhead não existiria Sodom, At War, Venom e demais bandas pesadonas e intensas.

Não é meu preferido, mas marca uma fase ótima em que a banda soava bem forte e fértil, com repertório fulminante.

Hail Motorhead!

As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor


Compartilhar

Comentar via Facebook

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.
Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito e aberto para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.